Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

Dinheiro e sucesso: Os times com melhores e piores performance no Brasileirão 2016

Recentemente conheci o site CIES Football Observatory, que fica na Suíça e produz análises e estudos estatísticos no Futebol.
Em um post de 2/05/2017 o site efetuou uma análise comparativa entre o salário gasto pelos times das cinco principais ligas da Europa e a performance em campo. Baseado nesses dados eles criaram um ranking para medir a eficácia da gestão das equipes. O ranking é baseado no GAP (diferença entre a classificação final e a posição no ranking de salários). Quanto maior o GAP, melhor a performance e vice versa.
Durante o mês de maio foram publicados os balanços dos times brasileiros e, baseado nos mesmos critérios do CIES, efetuei uma análise similar para os 20 times que disputaram a Série A em 2016.
Para chegar a um dado padrão dos gastos com salários, ao invés de considerar os gastos anuais, eu considerei oito meses de salários, pois o Campeonato Brasileiro começa a ser disputado em maio e termina em dezembro.
Os dados de gastos com salários foram coletados no blog Mark…

Público e Renda: Campeonato Brasileiro Serie A 2017 - Rodada 2

A segunda rodada do Brasileirão 2017 demonstra quanto Flamengo, Palmeiras e Corinthians impactam na comparecimento de público nos estádios e arenas. Como os três times jogaram como visitante, a média de público pagante caiu 33% em comparação a primeira rodada. 
Dos mais de 17 mil pagantes/jogo da primeira rodada, houve uma queda para 11.597 pagantes/jogo na segunda rodada, impactando diretamente na renda bruta, com queda de 51%, média de R$ 352.656/jogo. 
Por outro lado a taxa de ocupação subiu de 35% para 42%, provavelmente devido a grande parte dos jogos terem sido disputados em estádios de menor capacidade. Também o ticket médio se manteve praticamente estável, R$ 30,94, um incremente de R$ 0,68 sobre a primeira rodada.
Destaque positivo da rodada foi a torcida do Vasco da Gama, maior público pagante, renda bruta e taxa de ocupação. Dos três times que mais levam público aos estádios nos últimos anos, destaque para o jogo do Corinthians contra o Vitória em Salvador, com a terceira melh…

Público e Renda: Campeonato Brasileiro Serie A 2017 - Rodada 1

Começou o maior campeonato do Brasil. Serão 38 rodadas com muitas variações na tabela. Juntamente com os times, vamos acompanhar o comportamento do torcedor rodada a rodada e procurar decifrar seus comportamentos.
A primeira rodada deste Brasileirão teve a maior média de público pagante , renda dos últimos quatro anos e, juntamente com 2015, a maior taxa de ocupação, conforme os dados abaixo:
2014 - 15.514 / R$ 405.276  / 35% / R$ 28,27 2015 - 11.727 / R$ 510.198  / 29% / R$ 37,01 2016 - 12.504 / R$ 497.159 / 34% / R$ 29,91 2017 - 17.067 / R$ 688.427 / 35% / R$ 30,26
Como vem ocorrendo nos últimos anos, as torcidas do Palmeiras, Flamengo e Corinthians são os destaques:
Palmeiras: 33.425  / R$ 2.109.686 / 76% / R$ 63,12 Flamengo: 43.909 / R$ 1.874.265 / 56% / R$ 42,65 Corinthians : 31.470 / R$ 1.477.731 / 70% / R$ 46,96

Vamos acompanhar quem serão os principais motivos que levarão os torcedores aos jogos:
Horário das Partidas Classificação / Performance Dia da Semana Preços Clássicos Arenas
Convido o t…

Menos é mais?

No último final de semana se iniciou o décimo quinto campeonato brasileiro da Série A na versão pontos corridos. Quando se decidiu por essa fórmula de disputa, o grande ponto de melhoria era que todos os times poderiam se programar para ter jogos até o final do ano.  Até 2002, com a fórmula anterior, os times que não se classificavam entre os oito melhores ficavam sem jogar em meados de novembro, não tendo como conseguir receitas adicionais para fechar o ano.
Muitas fórmulas de disputa foram utilizadas nos 40 anos de Brasileirão, mas a média de público quase não teve muitas oscilações. As médias de público desde a criação do Campeonato Brasileiro no final da década de 60 são as seguintes:
Anos 60: 20.120 (poucos times, poucos jogos) Anos 70: 15.441 (inchaço do campeonato, excesso de times e de jogos, com várias fases) Anos 80: 17.021 (grande maioria das edições ainda com excesso de times e de jogos) Anos 90: 12.556 (início da redução de times e de jogos) Anos 00: 13.345 (início dos pontos c…

Precisamos falar de identidade

A demissão de Eduardo Batista e a volta de Cuca para o cargo de treinador do Palmeiras foi um dos temas mais discutidos nos últimos dias. Nas mídias sociais notamos as reações entusiasmadas da grande maioria dos torcedores palmeirenses, celebrando a volta do treinador que comandou o Palmeiras na conquista do título brasileiro de 2016. Por outro lado, vimos muitas críticas de analistas sobre a demissão de Eduardo Batista.
Comentei via twitter sobre a necessidade das organizações esportivas trabalharem sua identidade e, consequentemente, a identificação do torcedor com seu time. Por não trabalharem corretamente essa identidade, acabam contratando jogadores e treinadores que não são identificados com os atributos dos times e, como consequência, o imediatismo pelos resultados acaba queimando qualquer tipo de trabalho, pois o foco fica apenas em ganhar, não importando a forma, sem que tenha uma relação cognitiva, afetiva do torcedor pelo treinador, jogadores e estilo de jogo.
Todos os times…

Don´t Cry For Me Argentina

Há 10 dias tivemos mais uma aula de futebol no emocionante e grandioso jogo entre Real Madrid e Barcelona. As duas máquinas de jogar futebol, de marketing e de fazer dinheiro entregaram para uma audiência mundial mais um jogo inesquecível, onde não faltou nenhum ingrediente de um grande evento esportivo.
Chamou a atenção que, praticamente no mesmo horário das semifinais em grande parte dos estaduais, o jogo entre os gigantes espanhóis tenha despertado enorme envolvimento dos brasileiros, tanto que foi o terceiro país que mais mencionaram e/ou utilizaram hashtags sobre o jogo entre Real e Barcelona.




As grandes marcas globais, de olho num mercado ainda muito mal explorado pelas marcas brasileiras, estão efetuando ativações e atingindo um grande público no território nacional com muita eficiência. Os resultados estão comprovando que cada vez mais temos torcedores brasileiros torcendo para times europeus desde a infância.
A tendência no momento é que esse número cresça pois a cada semana vem…