Pular para o conteúdo principal

As premissas para produzir um Futebol Melhor




Fiquei a semana toda praticamente sem acessar os blogs e sites que costumo me atualizar regularmente e hoje fiz uma leitura geral de tudo que se comentou e repercutiu no mundo do futebol .

Cada vez mais fica claro que, independente de algumas divergências pontuais, o ponto chave é que jogadores e imprensa estão subindo o tom referente ao Produto Futebol produzido atualmente no Brasil.


Tragédia de Hillsborough 1989 - 96 mortos


Essa é a questão fundamental, reunir todos os envolvidos em um grande debate sobre os objetivos de curto, médio e longo prazo e definir os projetos com plano de ação, prazo e responsáveis.

Quais as premissas para produzir um Futebol de melhor qualidade dentro de campo, com a qualidade do espetáculo, e fora de campo,  na gestão e tratamento do torcedor / consumidor?

Na minha opinião os principais pilares devem ser:

- Responsabilidade Financeira : clubes que gastam mais do que arrecadarem, possuem mais de 03 meses de salários e/ou direito de imagem atrasados, gastarem acima de um patamar máximo do seu budget anual com salários e contratações, devem sofre punições como suspensão de participação em torneios internacionais, rebaixamento ou suspensão temporária.

- Calendário : todos os clubes do Brasil devem ter calendário mínimo de 09 meses, férias de 30 dias, 5 semanas de pré temporada, não haver jogos em datas FIFA, limite máximo de jogos por temporada.

-  Sistema de Classificação e Acesso :  não é necessário a polarização entre elitização x popularização, mas criar uma pirâmide complementar entre os clubes da elite do Futebol Brasileiro ( Série A , B e C do Brasileiro) com os demais, definindo claramente um sistema classificatório onde todos os clubes do Brasil possam atuar durante toda a temporada. Muita polêmica pode ser levantada, principalmente sobre o destino dos clubes que não terão jogos contra os clubes da elite do Brasil, mas é possível fazer um projeto de financiamento, onde parte do que os clubes da elite arrecadarem com verbas de TV, patrocínio e arrecadação sirvam como um financiamento para grande base da pirâmide dos clubes do Brasil, além da grande possibilidade de se trabalhar regionalmente os torneios estaduais e regionais.

- Profissionalização dos Árbitros : fim do jogo de cena, onde os árbitros fingem que trabalham e apitam ao mesmo tempo, não tendo as condições necessárias para se capacitarem adequadamente, com punições e regras claras para definir um ranking dos melhores árbitros. Uma má arbitragem afeta diretamente a qualidade de uma partida.

- Janela de Transferência para treinadores e jogadores : implementar o modelo europeu onde um treinador não pode trabalhar em outro clube na mesma temporada em caso de demissão. Da mesma forma os clubes devem montar seus elencos durante as janelas, e nenhum jogador pode se transferir e jogar por qualquer equipe fora destas janelas.

- Estádios : definir premissas básicas sobre a qualidade do gramado, capacidade, iluminação, conforto e serviço de acordo com cada divisão.

- Punições: definir claramente as infrações com suas respectivas punições sem que haja a impressão que alguns clubes sejam mais ou menos punidos, de acordo com a atuação dos bastidores de cada equipe.

- Entretenimento: transformar o jogo de futebol em um grande espetáculo, sem o clima de guerra, de ganhar a qualquer custo que impera no futebol sul americano. O estádio de futebol deve ter o mesmo clima de um grande show, trazendo a família para o estádio, um clima de festa e diversão, onde ganhar ou perder faz parte do jogo, desde que os dirigentes, árbitros, jogadores e torcedores entendam que o espírito de um jogo de futebol é acima de tudo ver um grande espetáculo. Frases como " o jogo da vida" , " jogo de vida ou morte" , sejam transformados em frases como " vamos fazer o maior espetáculo para o torcedor".

ABC x Palmeiras - 05/10/2013

Tenho certeza que existem outros tópicos que poderíamos debater, mas o espaço é pequeno e o tema é amplo demais para um único post.

O mais importante é que o debate sobre que tipo de Produto Futebol queremos para os próximos anos e gerações seja amplamente discutido, e que as mídias de massa tragam esse tópico para o centro das discussões, caso contrário iremos manter a estigma atual de produtores de pé de obra para os grandes centros do futebol mundial, e como disse muito bem Erich Beting, parar de tentar vender carro usado a preço de zero quilômetro.

Você gostaria de estar com sua família e amigos dentro do estádio com o espírito do vídeo abaixo ou passar por momento de terror como os ocorridos ontem em Natal?






Comentários

  1. Caro Marcelo
    Trabalhei em 2000, junto à FGV no "Plano de Modernização do Futebol Brasileiro". Mudei para a área técnica (hoje sou treinador e tenho um blog sobre tática: producaotatica.blogspot.com.br). Hoje torço para pessoas como você conseguirem o que há quase quinze anos se discute entre os "intelectuais" e que os políticos impedem: "Futebol Decente".
    Abs
    Marvio.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os desafios dos Programas de Sócio Torcedor no Brasil

Durante a semana foi divulgado queda no programa sócio torcedor do Flamengo. De acordo com o blog do Rodrigo Mattos a  falta de jogos com torcida da Libertadores e o esvaziamento do Carioca são os principais pontos de abandono. O departamento de marketing identificou outros problemas: falta de um estádio, política de preços de ingressos para jogos jogos de menor apelo, o sistema de atendimento do torcedor e as vantagens oferecidas ao membro que se associa, além de reclamações com política de diretoria.
Desde o ano passado estamos notando uma estagnação deste tipo de programa na grande maioria dos times brasileiros. Participei de um projeto visando melhorias para um dos maiores programas do gênero em um time da cidade de São Paulo, onde fizemos grupos focais e pesquisas on line, mas muitas das sugestões não foram implementadas.
O que pude perceber na opinião dos torcedores que responderam a pesquisa foram sugestões de melhorias de atendimento, mais serviços, produtos e experiências, além…

Pizzaria Paulista

A rede Pizzaria Paulista, criada em 1902, vem a público divulgar o balanço das suas 16 franquias espalhadas no estado de São Paulo no período de 17 de janeiro a 11 de março de 2018.
Em 2018 tivemos as 3 tradicionais franquias da capital, juntamente com uma das mais famosas unidades, que fica no litoral. Além dessas 4 tradicionais franquias,  constam no balanço unidades de cidades com bom nível de renda per capta e com populações elevadas, sendo duas unidades na Grande São Paulo, mais duas unidades na cidade de Campinas, além de uma unidade em Ribeirão Preto, Araraquara, Sorocaba entre outras ricas cidades do interior paulista.
Em 2018, mesmo com a rede presente nas principais regiões do estado, tivemos uma redução de 9% na presença de clientes. Foram 70 mil pessoas a menos do que no ano passado, primeiro ano após a redução no número de franquias.
Além dessa redução, perdemos R$ 700 mil reais em faturamento bruto, 2% menor do que 2017. Por outro lado o ticket médio subiu 7% , R$ 2,60 a ma…

Hoje é dia de Derby

Derby, uma palavra inglesa que acompanhada dos grandes rivais Palmeiras e Corinthians, cria vida própria. As emoções que remetem a este grande clássico do futebol mundial transcendem as quatro linhas, os 90 minutos, o estádio e, em vários casos, se transformam em lendas, epopeias, grandes batalhas. Vilões se transformam em ídolos e vice versa, menos que por efêmeros momentos. Jogos como estes são capazes, como na vida real e não por acaso, de mudar o rumo dos times nos campeonatos, inverter completamente o estado de espírito, de autoconfiança reinante em cada um dos lados. São raros os confrontos que possuem esse poder mágico de mexer com toda uma cidade, uma nação e que, por 90 minutos, se transformam na coisa mais importante da vida. Muitos podem estar perguntando qual a origem desse termo dentro do futebol. Segue abaixo uma versão resumida que encontrei na internet:
A origem vem da palavra "derby" – ou dérbi, segundo o aportuguesamento da palavra original inglesa, proposto p…