Pular para o conteúdo principal

Palmeiras Campeão: 24 horas sob os sons da Pompeia




Domingo 27/11

01h00 
Silêncio quase total na região enquanto eu me preparava para entrar em estado de vigília total. Uma única voz ecoa por toda a região: " Vamos ganhar Porco!!!". 
Como na primeira rodada do Brasileirão após os 4 a 0 contra o Atlético Paranaense, a primeira vitória de forma contundente dava boas perspectivas para o Palmeiras no Brasileirão.

4h00
Rolando de um lado para o outro da cama em busca de um fio de sono, algumas vozes cantam junto rompendo o silêncio da madrugada: " Ohhhh! Vamos ganhar Porco!!!"
O grito de campeão brasileiro entalado desde 94 e engasgado desde 2009 parecia ganhar corpo após a décima rodada, quando o Palmeiras assumiu a liderança do campeonato.

8h00
Os raios de sol invadiam o quarto, a noite mal dormida ficava pra trás já imaginando as emoções que nos aguardavam mais tarde. Os primeiros rojões do dia ecoavam pelo bairro. Era hora de acordar e continuar a vigília com o coração mais acelerado.
Após algumas oscilações o Palmeiras fechava o turno como campeão. Desde 2006, em 7 vezes o campeão do primeiro turno foi o campeão brasileiro. O coração do Palmeirense se acelerava ansioso, mas cheio de dúvidas, sobre as possibilidades de ser Campeão Brasileiro aumentarem.

9h00 a 15h00
A Pompeia pulsava Palmeiras em cada esquina do bairro. Rojões, camisas, gritos, euforia, a confiança no título,  que a minha geração nunca cravava como 100% exalavam em cada Palmeirense que chegava para o jogo. Churrasco e cerveja em cada esquina. O cheirinho da carne e do título era palpável no ar da região.
Tentaram colocar o tal "cheirinho" do título, durante as rodadas 21 e 31, mas o alviverde imponente nunca deixou a torcida na mão, e sempre garantia os pontos necessários para que os que sentiam o "cheirinho" nunca passasse de uma ilusão.

15h00
Com a região em clima de Ano Novo na praia, visto meu manto sagrado, pego a minha bandeira e saio em direção ao solo sagrado para celebrar mais um título nacional com uma confiança que os torcedores até os anos 70 também tinham quando o Palmeiras chegava para decidir um título.
Após uma pressão dos adversários, o Palmeiras começou a colocar a mão na taça na grande partida contra o Figueirense em Floripa. Um sinal da importância daquele jogo foram os mágicos meiões brancos que sempre são requeridos em jogos fundamentais da nossa história.

17h00
Todos os sons da Pompeia  se concentram nos arredores do Allianz Parque. A romaria dos súditos Palmeirenses está quase completa, basta o juiz apitar o início do jogo para contarmos os minutos para nossa esperada e merecida celebração.
A sequência de vitórias, mesmo em jogos em que o desempenho era abaixo do esperado, levava o Palmeirense a colocar cada vez mais as mão na taça.

17h05
Gol do Flamengo. A Pompeia tremia como Vesúvio no sul da Itália. Bombas ecoavam pela região devido mais uma ação da PM por causa da mentalidade pequena dos Alienistas.

17h25
Gol do Palmeiras!!!!. A Pompeia transbordava em risos e lágrimas contidas e reprimidas desde 1994. Todas as vitórias nos últimos jogos culminavam no gol de Fabiano. Torneio de pontos corridos é uma conquista de rodada a rodada, sendo saboreada de forma frugal até o último prato a ser servido.

18h30
"Oh, oh oh! Cheirinho é o Caralho!!!

18h31
"Santos o Caralho! Lugar de peixe é dentro do aquário!!

18h40
É Campeão!!!
É Campeão!!!
É Campeão!!!
É Campeão!!!
É Campeão!!!
É Campeão!!!
É Campeão!!!


19h00 a 0h00h 
Loucura total, gritos, rojões, festa, celebração, alegria, alívio, exorcismo, cerveja, delírio, êxtase, abraços.O Palmeirense transbordava por todo o mundo a sua alegria. De Sidnei a Londres, Dos Estados Unidos ao Japão, o Palmeiras se transformava no time mais falado do mundo, conquistando seu décimo terceiro título nacional.


Segunda feira 2h00
Deitado em minha cama, embriagado de corpo e de alma por mais uma conquista nacional, os ecos do Allianz Parque ainda reverberavam pela região. O carro de som e os rojões, de forma embaralhada, entravam pela janela do meu quarto. Era o retorno dos campeões da comemoração da Avenida Palmeiras, na cidade Palmeiras, no bairro Palmeiras, no planeta Palmeiras.

24 horas de Palmeiras é um grão de areia para quem mora na Pompeia.  Respirar o ar verde e branco diariamente é um privilégio de poucos e que eu tenho o prazer de desfrutar há 6 anos . Cruzar com Ademir da Guia na esquina, tomar café na padaria om Tiago Santos e Cleiton Xavier, encontrar Cesar Sampaio no meio do quarteirão, conversar com o novo presidente na farmácia da esquina, bater um papo com São Marcos numa caminhada matinal, encontrar com Vitor Hugo e família no supermercado.

Na Pompeia vemos a nossa história passar em cada esquina e ao mesmo tempo forjamos a nova história com a fibra e imponência que bradamos no Hino Nacional Palmeirense.

Os novos tempos estão cada vez mais mostrando que o futuro Palmeirense terá muitos dias e noites mágicas e históricas na nossa história, onde os sons da Pompeia a cada um desses dias irão ecoar por toda a eternidade no coração de cada torcedor Palmeirense.








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Dono e os Chefs

Após sete mudanças de treinadores em apenas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A, vários colunistas estão criticando o que já é recorrente na gestão do clubes brasileiros, a troca de treinadores por maus resultados ou expectativas não alcançadas.
Para tentar ilustrar de uma forma mais lúdica as consequências deste comportamento inaceitável dos gestores esportivos, convido o leitor a ler a seguinte historia:
O Dono e os Chefs
Uma churrascaria acaba de trocar de dono no início de dezembro e, como o negócio não ia bem, o dono resolveu trocar de churrasqueiro, pois os clientes estavam reclamando da qualidade da comida, tanto que as vendas estavam baixas recentemente.
O novo mestre churrasqueiro, juntamente com o dono, estavam com várias ideias e decidiram aumentar a variedade de carnes no cardápio. No começo do ano a curiosidade dos clientes fez com que aumentassem as vendas mas,  após 3 meses, os clientes já perceberam que a qualidade e a expectativa com o novo churrasqueiro fi…

Os fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores parte 2 : Precificação

Na semana passada iniciei uma série de posts referentes aos fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores. O próximo fator que gostaria de compartilhar com vocês é a precificação dos ingressos.
Como ponto de partida dessa análise, vamos avaliar o comportamento do torcedor do São Paulo em alguns jogos no Morumbi:
23/03/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 1 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 3.118 Renda Bruta: R$ 123.026 Ticket Médio: R$ 39,49
06/07/2016 – Copa Libertadores da América São Paulo 1 x 2 Atlético Nacional (semi final) Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 61.766 Renda Bruta: R$ 7.526.480 Ticket Médio: R$ 121,85
22/10/2016 – Campeonato Brasileiro São Paulo 2 x 0 Ponte Preta Dia da semana: sábado Horário: 17:00h Público Pagante: 49.673 Renda Bruta: R$ 600.541 Ticket Médio: R$ 12,09
12/02/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 5 x 2 Ponte Preta Dia da semana: domingo Horário: 17:00h Público Pagante: 50.952 Renda Br…

Os Alienistas

Tudo começou em 1995, na final da Supercopa São Paulo de Juniores. Após o gol de ouro que deu o título ao Palmeiras, os palmeirenses invadiram o gramado para comemorar e foram provocar os são paulinos, que, aproveitando a pouca presença de policiais, invadiram o gramado, transformando o campo de jogo na primeira batalha campal entre torcidas organizadas transmitidas ao vivo pela TV. 
As consequências foram a morte do garoto Márcio Gasparin, a condenação de Adalberto Benedito do Santos e, pela primeira vez, as organizadas Mancha Verde e Independente foram extintas pelo promotor público Fernando Capez, que comentou na época: “Era necessário um tratamento de choque.”
Como na belíssima obra O Alienista, de Machado de Assis, a partir dessa época começou a batalha dos Alienistas contra a festa popular nas arquibancadas do Brasil. Depois dessa medida, as bandeiras, instrumentos, faixas, papéis picados, rojões, fogos de artifício, sinalizadores foram proibidos, além de não poder vender cerveja.…