Pular para o conteúdo principal

Campeonato Brasileiro - Avaliação de Performance R-10



Conforme escrito em 17/05 no post Planejamento e Avaliação de Performance, após 25% das rodadas disputadas seria avaliado o desempenho das equipes em relação ao aproveitamento de acordo com a categorização por mim sugerida.

Vamos às avaliações de performance geral de cada uma das categorias:

Categoria A -  Internacional, Cruzeiro, Atlético Mineiro, Corinthians.

Atlético Mineiro - está em segundo lugar com 20 pontos (66% de aproveitamento) porque conseguiu 80% dos pontos contra os times da categoria C e 77% da categoria B, acima dos 75% esperado, compensando todos os pontos perdidos para os times da categoria A.

Corinthians -   está em sexto lugar com 19 pontos (63% de aproveitamento) porque conseguiu 87% dos pontos contra os times da categoria C e 100% da categoria A, acima dos 75% esperado, compensando todos os pontos perdidos para os times da categoria B.

Internacional e Cruzeiro estão abaixo na classificação por terem respectivamente um aproveitamento de 47% e 8% contra os times da categoria C. Além disso o Internacional, por estar nas semi finais da Copa Libertadores da América, poupou titulares em várias partidas, fator que também pode estar influenciando seu desempenho. Caso não alterarem seu aproveitamento, deverão mudar de categoria no final do primeiro turno.

Categoria B - Grêmio, Palmeiras, Santos, São Paulo, Flamengo, Vasco

Destaque para o Grêmio que está em quarto lugar com 20 pontos (66% de aproveitamento) porque conseguiu 61% dos pontos contra os times da categoria C, 50% da categoria B e 100% da categoria A. Mesmo que o aproveitamento contra os times da categoria C está abaixo dos 75%, o desempenho foi compensando com o aproveitamento sobre os times da categoria A.

Categoria C - Fluminense, Avaí, Figueirense, Criciúma, Joinville, Chapecoense, Ponte Preta, Goiás, Sport, Atlético Paranaense e Coritiba.

Destaque para Sport Recife, Fluminense e Atlético Paranaense que estão entre os melhores aproveitamentos do campeonato.

Sport Recife - lidera o campeonato com 22 pontos (73% de aproveitamento), único invicto do campeonato, fazendo valer o mando de jogo, sendo o time com mais vitórias como mandante (6 vitórias). Seu aproveitamento é de 73% sobre as equipes da categoria C, 77% sobre a categoria B e 100% sobre a categoria A.

Fluminense - está  em terceiro lugar com 20 pontos (66% de aproveitamento). Seu aproveitamento é de 87% sobre as equipes da categoria C, 67% sobre a categoria B e 17% sobre a categoria A.

Atlético Paranaense - está em quinto lugar com 19 pontos (63% de aproveitamento). Seu aproveitamento é de 58% sobre as equipes da categoria C, 66% sobre a categoria B e 100% sobre a categoria A.

Podemos chegar às seguintes conclusões sobre essa análise de performance:

- ganhar pontos das equipes da categoria C  e ganhar jogos como mandante é fundamental para as equipes que pensam em ficar entre as primeiras do campeonato;

- as equipes da categoria A, com exceção do Atlético Mineiro e Corinthians, estão com desempenho abaixo do esperado e provavelmente serão reclassificadas após o final do primeiro turno para evitar distorções nas análises;

- Sport Recife já jogou com 6 equipes da categoria C, sendo a equipe que mais jogou contra equipes dessa categoria, fator que pode fazer com que seu aproveitamento possa ser inferior até o final do primeiro turno;

- as 4 equipes que estão no G4 são as que mais jogaram em casa (6 partidas) em comparação com as jogaram 5 até o momento, fazendo com que o fator casa seja preponderante na classificação. Também são as equipes que mais venceram (6 vitórias);

- Atlético Parananense, Palmeiras e Vasco também jogaram 6 partidas como mandante. Com exceção do Atlético Paranaense, que está a 1 ponto do G4, até o momento Palmeiras e Vasco não souberam aproveitar o fator casa para fazer mesmo aproveitamento das equipes com os mesmos 6 jogos como mandante;

- Nenhum time venceu mais do que 2 partidas fora de casa, sendo mais um fator que demonstra que o ganhar em casa está sendo fundamental para os times com melhor aproveitamento;

- 51% dos jogos tiveram o vencedor com apenas 1 gol de diferença, sendo 30% dos mesmos com resultado de 1 x 0, em 2014 o resultado de 1 x 0  ocorreu em 27% dos  jogos;

- apenas 27% dos jogos tiveram vitórias com 2 ou mais gols de diferença, em 2014 vitórias com 2 ou mais gols de diferença ocorreram em 30% dos  jogos;

- Os dados acima marcam o Campeonato Brasileiro de 2015 como a pior média de gols da história, 2,22 gols/ jogo, inferior a 2014 que tem a pior média com 2,27 gols/jogo.

- O aproveitamento do Sport até a rodada 10 (22 pontos) está igual ao do Cruzeiro em 2014 (22 pontos). Já o quarto colocado Grêmio (20 pontos) está 1 ponto acima do Corinthians em 2014 (19 pontos);

- Na parte de baixo da tabela o décimo sétimo colocado em 2015 (Goiás - 9 pontos), está com aproveitamento acima do décimo sétimo colocado em 2014 (Coritiba - 7 pontos);

- Após 10 rodadas o G4 em 2014 era composto por: 1) Cruzeiro; 2) Fluminense; 3) São Paulo; 4) Corinthians. Em 2015 o G4 é composto por: 1) Sport; 2) Atlético Mineiro, 3) Fluminense; 4) Grêmio. Se mantiver o mesmo comportamento de 2014, apenas 1 dos 4 primeiros colocados na décima rodada não se classificou para a Libertadores de 2015, o Fluminense. 

- Apenas 1 campeão estadual (Atlético Mineiro) está no G4, demonstrando como em 2014 que o campeonato estadual não serve mais de parâmetro para o desempenho no campeonato brasileiro;

- Após 10 rodadas o Z4 em 2014 era composto por: 17) Coritiba; 18) Vitória; 19) Flamengo; 20) Figueirense. Em 2015 o G4 é composto por: 17) Goiás; 18) Vasco, 19) Coritiba;20) Joinville. Se mantiver o mesmo comportamento de 2014, apenas 1 dos 4 últimos na décima rodada foi rebaixado para a série B de 2015, o Vitória.

- Em 2014 após 10 rodadas o quinto colocado ( Internacional) estava a 3 pontos do G4. Em 2015 o sétimo colocado (São Paulo) está a 3 pontos do G4. Mais uma prova que o campeonato está muito embolado e indefinido.

Para seguir na ponta da tabela podemos concluir que, até o momento, é importante para os clubes ganharem a maioria dos pontos em casa, principalmente sobre os times da categoria C e ter uma boa defesa, pois não tomar gols aumenta muito a chance de vitórias, já que 51% dos jogos estão sendo definidos com apenas 1 gol de diferença. Além disso, em 2015 o campeonato está mais indefinido, o que provavelmente tornará o campeonato de 2015  mais disputado do que os anteriores.

A próxima avaliação de performance será efetuada no final do primeiro turno, onde também poderá haver provável recategorização dos clubes de acordo com a classificação final do turno. Também podemos concluir que, apesar de alguns números estarem muito similares a 2014, é provável que ainda muitas alterações na classificação deverão ocorrer, pois a partir desta semana começaram a ocorrer jogos de quarta e domingo e as equipes mais preparadas, com elencos mais equilibrados e com um sistema de jogo consolidado deverão ter um aproveitamento superior aos demais. Vamos aguardar as próximas 9 rodadas para efetuarmos essas avaliações.









Comentários

  1. Texto que faz os números serem mais importantes que as palavras! Muito bom!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os Alienistas

Tudo começou em 1995, na final da Supercopa São Paulo de Juniores. Após o gol de ouro que deu o título ao Palmeiras, os palmeirenses invadiram o gramado para comemorar e foram provocar os são paulinos, que, aproveitando a pouca presença de policiais, invadiram o gramado, transformando o campo de jogo na primeira batalha campal entre torcidas organizadas transmitidas ao vivo pela TV. 
As consequências foram a morte do garoto Márcio Gasparin, a condenação de Adalberto Benedito do Santos e, pela primeira vez, as organizadas Mancha Verde e Independente foram extintas pelo promotor público Fernando Capez, que comentou na época: “Era necessário um tratamento de choque.”
Como na belíssima obra O Alienista, de Machado de Assis, a partir dessa época começou a batalha dos Alienistas contra a festa popular nas arquibancadas do Brasil. Depois dessa medida, as bandeiras, instrumentos, faixas, papéis picados, rojões, fogos de artifício, sinalizadores foram proibidos, além de não poder vender cerveja.…

O Dono e os Chefs

Após sete mudanças de treinadores em apenas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A, vários colunistas estão criticando o que já é recorrente na gestão do clubes brasileiros, a troca de treinadores por maus resultados ou expectativas não alcançadas.
Para tentar ilustrar de uma forma mais lúdica as consequências deste comportamento inaceitável dos gestores esportivos, convido o leitor a ler a seguinte historia:
O Dono e os Chefs
Uma churrascaria acaba de trocar de dono no início de dezembro e, como o negócio não ia bem, o dono resolveu trocar de churrasqueiro, pois os clientes estavam reclamando da qualidade da comida, tanto que as vendas estavam baixas recentemente.
O novo mestre churrasqueiro, juntamente com o dono, estavam com várias ideias e decidiram aumentar a variedade de carnes no cardápio. No começo do ano a curiosidade dos clientes fez com que aumentassem as vendas mas,  após 3 meses, os clientes já perceberam que a qualidade e a expectativa com o novo churrasqueiro fi…

Os fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores parte 2 : Precificação

Na semana passada iniciei uma série de posts referentes aos fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores. O próximo fator que gostaria de compartilhar com vocês é a precificação dos ingressos.
Como ponto de partida dessa análise, vamos avaliar o comportamento do torcedor do São Paulo em alguns jogos no Morumbi:
23/03/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 1 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 3.118 Renda Bruta: R$ 123.026 Ticket Médio: R$ 39,49
06/07/2016 – Copa Libertadores da América São Paulo 1 x 2 Atlético Nacional (semi final) Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 61.766 Renda Bruta: R$ 7.526.480 Ticket Médio: R$ 121,85
22/10/2016 – Campeonato Brasileiro São Paulo 2 x 0 Ponte Preta Dia da semana: sábado Horário: 17:00h Público Pagante: 49.673 Renda Bruta: R$ 600.541 Ticket Médio: R$ 12,09
12/02/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 5 x 2 Ponte Preta Dia da semana: domingo Horário: 17:00h Público Pagante: 50.952 Renda Br…