Pular para o conteúdo principal

A Bundesliga e os sem Liga


Depois do show dos alemães nas duas semi finais da Champions League, muitos foram atrás dos motivos que levaram Borussia Dortmund e Bayer de Munique para a grande final.

Também fui pesquisar algumas informações, somente para constatar o óbvio. 

A conclusão é simples, sem planejamento não se vai a lugar nenhum. Esse cenário somado à soberba dos cartolas acionaram uma bomba relógio que tem data e local para explodir.

A bomba irá explodir em Junho de 2014, para estarrecimento dos alienados torcedores , mas que a cartolagem e essa imprensa que  somente se preocupa com a audiência,  lutam para manter debaixo do tapete.

Será a hora de mostrar em cadeia mundial a derrocada do futebol brasileiro.

Para mim a Copa do Mundo de 2014 já era, a não ser que os métodos que levaram a Coréia do Sul até a semi final da Copa de 2002 entrem em campo.

Ao invés de se preocuparem com o todo, mais uma vez o foco é sair bem na fita, típico de um país de segunda classe, que procura se sobressair perante ás grandes potencias mundiais em segmentos adjacentes e sem relevância em níveis sociais e econômicos.

Depois de mais um final de semana com jogos fracos, estádios semi vazios, encenações, brigas desnecessárias, fica claro que o pensamento do ganhar a qualquer preço impera na sociedade e no futebol brasileiro.

Quando o "país do futebol"  vai transformar em realidade toda sua potencialidade para ser a quarta melhor liga de futebol do mundo?

Para que servem os Estaduais?

Por quê, depois de 3 meses com jogos sonolentos, os principais times têm que enfrentar uma maratona de jogos decisivos?

Como o Rio de Janeiro pode ficar sem jogos por dois finais de semana consecutivos bem no meio da temporada?

Por quê os times pequenos praticamente encerram a temporada em maio?

Por quê os times brasileiros não conseguem jogar em bom nível por mais de uma temporada?

Até quando iremos aguentar a empáfia de Parreira e o atraso dos " professores " ?

Por quê o futebol não se transforma de verdade em um grande negócio, ao invés de permanecer somente na negociata?

Por que a Major League Soccer já tem maior média de público que o " país do futebol" ?

Por que cartolas que são modernistas até a página 2, ao serem questionados sobre o modelo americano de organização e planejamento no futebol, apelam para o famoso " quantas copas eles ganharam" ?

Por que os jogadores são tão submissos ao sistema vigente?



Leiam os links abaixo e tirem suas conclusões.

tic, tac, tic, tac , tic ,tac............


http://desportivomarketing.wordpress.com/2013/04/25/a-bundesliga-e-sua-gestao-mais-algumas-criticas-ao-futebol-brasileiro/

http://www.goal.com/br/news/619/especiais/2012/04/24/3058402/o-segredo-do-renascimento-do-borussia-dortmund

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O verdadeiro 7 x 1 é fora de campo

Após a eliminação da Alemanha na fase grupos da Copa do Mundo de 2018 começaram a surgir vários questionamentos nas mídias sociais e na TV se a valorização do futebol alemão até agora seria válida ou não.
Quem tem uma visão resultadista provavelmente adorou a eliminação, criticou a exaltação da Alemanha dos últimos anos, mandou memes, cantou a versão do "Bela Tchau" para os alemães e até questionou se o que os tetracampeões fizeram em 2014 foi realmente merecedor ou apenas coincidência.
Par quem tem uma visão mais ampla de gestão e estratégia provavelmente não caiu no embalo da turma do oba oba e, pelo contrário, até lamentou a precoce eliminação alemã. Para entender a questão campo do resultado obtido pelos alemães em 2018, recomendo a excelente análise do Leonardo Miranda.
Referente a questão da gestão e da estratégia de como o produto futebol é gerido pela federação e pela liga alemã, o 7 x 1 fora de campo continuará imperando por muito tempo caso a visão resultadista e limi…

O consumo per capita das maiores torcidas do Brasil

Na semana passada efetuei uma análise sobre a efetividade das atuais gestões em converter a sua base em sócio torcedores, em bilheteria e sócios do clube social. Houve um ajuste na análise pois faltaram os dados de faturamento de bilheteria do Grêmio.

Pelo segundo ano consecutivo, efetuei um estudo visando calcular qual seria o consumo per capita dos torcedores das maiores torcidas do Brasil.

Os dados foram coletados do relatório no siteSports Value. O número de torcedores foi baseado na última pesquisa Datafolha de abril de 2018. Apesar do faturamento com bilheteria não constar no balanço de Corinthians, Grêmio e Fluminense, para não haver distorção na análise, foi considerado o faturamento bruto coletado no site globoesporte.com.
Na tabela abaixo podemos observar ranking de consumo per capita considerando como base o total de torcedores em todo o território nacional:




Nessa análise é possível verificar que, como no ranking anterior, o Botafogo é o grande destaque com faturamento de 42 mi…

O custo por ponto conquistado no Brasileirão 2017

Após a publicação sobre a eficácia dos times brasileiros referente a gestão dos custos do departamento de futebol e o desempenho no campeonato brasileiro, foi sugerido uma análise sobre o custo por cada ponto conquistado pelas equipes.
Foi considerado na análise os mesmos valores do post anterior, 8 meses da temporada. Segue abaixo a relação:

Pela tabela podemos observar que um custo abaixo de R$ 50 milhões (R$ 6,25  milhões/mês)  aumenta o risco de um time ser rebaixado, casos de Ponte Preta e Coritiba. Sport se livrou nas últimas rodadas, bem como o Vitória. 
Em 2016 vários times com R$ 5 milhões/mês conseguiram êxito, como a própria Ponte Preta, além do Vitória, Sport e Chapecoense. Provavelmente os custos com salários devem ter sido inflacionados em 2017, pois apenas três times tiveram gastos abaixo de 50 milhões. Em 2016 seis times tiveram orçamentos abaixo dos 50 milhões.
O mesmo se observa para os times que chegaram entre os seis primeiros colocados. Nenhum time gastou menos do que…