Pular para o conteúdo principal

A Governança e o papel do Conselheiro





Estamos em momento efervecente da política Palmeirense, pois em 15 dias termos a eleição de um novo presidente para ocupar um cargo que parece vago desde janeiro de 2011 e, duas semanas depois, teremos a eleição que irá renovar 76 cadeiras do conselho de um total de 152.  Portanto, daqui a 30 dias uma nova configuração política estará formada dentro do Palmeiras.

Neste momento em que existem tantas críticas e visões distorcidas sobre o papel dos conselheiros, consultei o Jota Roberto, o grande historiador e ilustre conselheiro do Fanfulla, para levantar as principais atividades destes membros tão importantes para a atual política do clube.

Seguem abaixo as principais responsabilidades:

  • Fiscalizar, aprovar ou reprovas as contas da diretoria executiva;
  • Votar para presidente, 4 vices, 15 membros do COF a cada 2 anos;
  • Participar das 3 reuniões ordinárias que ocorrem em janeiro, maio e outubro e também das extraordinárias sempre que convocadas;
  • Alterar o estatuto quando formalizadas as premissas para tal, sendo as alterações submetidas posteriormente à assembleia geral (ex: eleições diretas, aprovação da Arena Palestra );
  • Alterar o orçamento previamente aprovado;
  • Autorizar o presidente da diretoria, após aprovação do COF, a contrair empréstimos superiores a 30% das despesas mostradas no último balancete ou superior a 30% do orçamento;
  • Punir associados ou conselheiros que tenham transgredido o estatuto.
OBS: algumas destas atribuições serão alteradas após a assembléia geral que será realizada no dia 19/01/2013.

Como é possível verificar, os conselheiros não têm nenhuma ingerência direta em qualquer departamento do clube, mas sim nas definições dos rumos que a instituição deve tomar.

Outro tema importante é que as melhorias para cada departamento não é papel do conselheiro, mas sim das respectivas diretorias, que vão em busca de verbas previamente autorizadas pelo conselho.

Como candidato ao conselho e com um olhar crítico em relação às atividades do mesmo, eu imagino que esse importante órgão do clube deve ter outras atribuições, similares ao conselho diretor das empresas do mundo corporativo.

Essas ideias surgiram após minha participação no seminário “O Futuro dos Clubes Brasileiros”, organizada pela Brasil Sport Market, parceria entre a PLURI Consultoria e a Trevisan Escola de Negócios, que aconteceu dentro das instalações da Arena Palestra no dia 17/09/2012.

Em uma das apresentações foi debatido a importância da governança nos clubes brasileiros. Nesta apresentação, efetuada pelo  IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa, ficou claro que a definição de papéis e responsabilidades de todos os órgãos de um clube é primordial para que a implementação e execução da estratégia de um clube seja eficaz nos seus objetivos.

Isso é exatamente o oposto do que vemos hoje acontecendo dentro do Palmeiras, que mais parece uma anarquia, mas não baseado no sistema italiano, mas sim numa enorme baderna organizacional que culminou com esse hiato de comando, de visão e de gestão que ocorre a anos dentro do Palmeiras.

Em linhas gerais o que a essência da governança corporativa é a ética e os princípios são:

  • Transparência
  • Responsabilidade Corporativa
  • Equidade
  • Prestação de Contas


Nessa nova configuração, os principais papéis do conselho deliberativo devem ser:

  • Comissões do Conselho (sugestões de possíveis comissões: alteração do estatuto, melhorias para os departamentos, planejamento estratégico de longo prazo, orçamento / receitas )
  •  Órgão moderador das tensões e centralizador das tensões políticas externas;
  •  A qualificação de seus membros: o conhecimento da vida e da essência do Clube;
  •  Código de Conduta.


Além desta nova configuração do conselho deliberativo, também é importante a criação dos seguintes conselhos:

  • Conselho Administrativo (Nose in, fingers out) : Foco na execução da estratégia definida, avaliando e apontando possíveis desvios.
  • Conselho Consultivo : Órgão que poderia preservar a essência da estratégiade longo prazo, evitando os movimentos radicais a cada eleição;
  • Diretoria Executiva Profissional, inclusive no Futebol; Estabelecimento de todos os quesitos hoje usados nas empresas para avaliação ( ex: Balancd Scorecard),Modelo de Gestão;Modelo de remuneração alinhado à estratégia e resultados;Orçamento como instrumento de gestão.


Com essa estrutura é possível criar o modelo de sucesso de um clube de futebol, como bem ilustrado  na figura abaixo:





* Fonte PLURI Consultoria 


Independente de Paulo Nobre ou Decio Perin, espero que o novo presidente que será eleito daqui a 2 semanas realmente cumpra com suas promessas de campanha referentes à revisão profunda do estatuto. 

Os conselheiros do Fanfulla que forem eleitos no dia 2/2, juntamente com todos os grupos progressistas, que estão a cada eleição aumentando sua presença dentro do conselho, com certeza irão apoiar qualquer alteração estatutária que seja por esse rumo, pois desta forma, definitivamente estaremos colocando o Palmeiras de volta à sua missão de conquistas, títulos e glória, para alegria de todos os que direta ou indiretamente estarão deixando seu nome na história do clube, neste momento crucial para a o resgate do Gigante Palmeiras.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os desafios dos Programas de Sócio Torcedor no Brasil

Durante a semana foi divulgado queda no programa sócio torcedor do Flamengo. De acordo com o blog do Rodrigo Mattos a  falta de jogos com torcida da Libertadores e o esvaziamento do Carioca são os principais pontos de abandono. O departamento de marketing identificou outros problemas: falta de um estádio, política de preços de ingressos para jogos jogos de menor apelo, o sistema de atendimento do torcedor e as vantagens oferecidas ao membro que se associa, além de reclamações com política de diretoria.
Desde o ano passado estamos notando uma estagnação deste tipo de programa na grande maioria dos times brasileiros. Participei de um projeto visando melhorias para um dos maiores programas do gênero em um time da cidade de São Paulo, onde fizemos grupos focais e pesquisas on line, mas muitas das sugestões não foram implementadas.
O que pude perceber na opinião dos torcedores que responderam a pesquisa foram sugestões de melhorias de atendimento, mais serviços, produtos e experiências, além…

Pizzaria Paulista

A rede Pizzaria Paulista, criada em 1902, vem a público divulgar o balanço das suas 16 franquias espalhadas no estado de São Paulo no período de 17 de janeiro a 11 de março de 2018.
Em 2018 tivemos as 3 tradicionais franquias da capital, juntamente com uma das mais famosas unidades, que fica no litoral. Além dessas 4 tradicionais franquias,  constam no balanço unidades de cidades com bom nível de renda per capta e com populações elevadas, sendo duas unidades na Grande São Paulo, mais duas unidades na cidade de Campinas, além de uma unidade em Ribeirão Preto, Araraquara, Sorocaba entre outras ricas cidades do interior paulista.
Em 2018, mesmo com a rede presente nas principais regiões do estado, tivemos uma redução de 9% na presença de clientes. Foram 70 mil pessoas a menos do que no ano passado, primeiro ano após a redução no número de franquias.
Além dessa redução, perdemos R$ 700 mil reais em faturamento bruto, 2% menor do que 2017. Por outro lado o ticket médio subiu 7% , R$ 2,60 a ma…

Hoje é dia de Derby

Derby, uma palavra inglesa que acompanhada dos grandes rivais Palmeiras e Corinthians, cria vida própria. As emoções que remetem a este grande clássico do futebol mundial transcendem as quatro linhas, os 90 minutos, o estádio e, em vários casos, se transformam em lendas, epopeias, grandes batalhas. Vilões se transformam em ídolos e vice versa, menos que por efêmeros momentos. Jogos como estes são capazes, como na vida real e não por acaso, de mudar o rumo dos times nos campeonatos, inverter completamente o estado de espírito, de autoconfiança reinante em cada um dos lados. São raros os confrontos que possuem esse poder mágico de mexer com toda uma cidade, uma nação e que, por 90 minutos, se transformam na coisa mais importante da vida. Muitos podem estar perguntando qual a origem desse termo dentro do futebol. Segue abaixo uma versão resumida que encontrei na internet:
A origem vem da palavra "derby" – ou dérbi, segundo o aportuguesamento da palavra original inglesa, proposto p…