Pular para o conteúdo principal

10 Mandamentos para o Grande Líder do Palmeiras




No célebre dia 21/01/2013, um Grande Líder foi  nomeado pelo povo de Palmeiras para libertar seu povo da terra dos Atrasadus.
Na virada da meia noite do dia 22/01/2013, este grande líder, aclamado pelo seu povo, abriu o Mar Vermelho de Atrasus para que a esperança Palmeirense conseguisse escapar da escravidão da terra dos Atrasadus, que lutavam desesperadamente para que o povo de Palmeiras se mantivesse no século XX.
Através da mentalidade retrógrada, medíocre e limitada que imperava naquele país, os senhores que comandavam a terra dos Atrasadus  sugavam toda a força e vitalidade que o povo da nação Palmeiras possuía.
O Grande Líder conseguiu juntar todo o povo de Palmeiras, prometendo levá-los à terra prometida das Vitórias e Conquistas , e que seu povo o seguisse pela travessia do grande Deserto  da Reconstrução, que separava a terra dos Atrasadus para a terra prometida. Tudo estava planejado para aquela madrugada de 22/01/2013.
Ao abrir o Mar Vermelho de Atrasus, muitos soldados da terra dos Atrasadus tentaram capturar o povo de Palmeiras, mas o Grande  Líder, apoiado pelos Deuses Alviverdes, fez com que as águas do Mar Vermelho de Atrasus se fechassem sobre os soldados de Atrasadus e todo o povo de Palmeiras, cheios de esperança, pudessem chegar do outro lado do mar e partirem firmes e fortes para a terra prometida das Vitórias e Conquistas.
Muita raça, dedicação, vontade e esperança foram os combustíveis que motivaram todo o povo de Palmeiras rumo a este momento histórico de sua história.
Os Deuses Alviverdes, através de sinais que todo o povo de Palmeiras sentia dentro dos seus corações, os conduziam pela difícil peregrinação pelo Deserto da Reconstrução. Muitas dúvidas começaram a surgir no povo Palmeirense, pois a alma do ser humano  carrega juntamente com a esperança, as dúvidas e incertezas que também são inerentes da humanidade.
O grande líder começou a sentir que seu povo estava inquieto, começando a surgir insurgentes no meio do seu povo, que insuflavam uma parte do povo de Palmeiras contra o grande líder. Estes insurgentes pensavam em si próprios, em seus próprios egos, esquecendo, que somente com o povo de Palmeiras unido, poderia ser possível atravessar o Deserto da Recuperação e chegar à terra prometida das Vitórias e Conquistas.
O Grande Líder pediu aos Deuses Alviverdes que o enviasse algum sinal para passar ao seu povo que aquela peregrinação não estava sendo em vão.
Como toda divindade que se preze, os Deuses lhe enviaram um sinal que tocou forte no fundo da alma do Grande Líder. O sinal era para que ele subisse ao Monte da Sabedoria para receber os ensinamentos mais profundos da alma verde e branca.
Antes que o sol raiasse, o Grande Líder, cheio de esperança, mas também com dúvidas sobre o que encontrar no alto da Montanha da Sabedoria, rumou ao seu destino que os Deuses lhe preparam.
Foram dois dias intensos de subido rumo ao cume da montanha, e durante estes dois dias, o Grande Líder meditava muito sobre o destino do povo de Palmeiras, sua história passada, o que esperar no alto da montanha e quando e como ele conseguiria novamente unir seu povo para atingir o destino final da terra prometida.
Ao chegar ao alto da montanha, o coração alviverde do Grande Líder, batia forte, como uma grande decisão de campeonato. Todo seu corpo sentia a vibração do povo de Palmeiras, como estivesse subindo as sagradas escadas do Jardim Suspenso de Palestra Itália, uma das maravilhas do século XX.
Já no alto da Montanha da Sabedoria, uma  concentração de raios verdes e brancos começaram a surgir do alto. Ao lado de uma grande palmeira, uma mensagem estava talhada em uma rocha.  A mensagem era clara:
Somente os puros de coração alviverde conseguem chegar até aqui.
Abra seu coração para receber as mensagens das divindades de Palmeiras.
No mesmo momento o Grande Líder tirou sua armadura e ficou com seu peito aberto esperando que o ritual se iniciasse.
Em segundos, os raios começaram a se tornar mais fortes e focados para o cume da Montanha.  O Grande Líder subiu em uma grande rocha e, quase que simultaneamente, os raios verde e branco atingiram seu peito.
Foram segundos que valeram uma eternidade para o Grande Líder, que entrou em transe esperando que o ritual se concluísse. O medo era forte, mas a coragem superou o medo e o Grande Líder permaneceu firme e forte no seu propósito, pois ele era o responsável para conduzir o povo de Palmeiras para a terra prometida.
Como sempre acontece em momentos mágicos, tudo acontece fora do tempo linear que o ser humano pode compreender, e no meio deste momento transcendental, o Grande Líder desmaiou, acordando somente após de alguns minutos.
Ao despertar deste momento,  tudo havia voltado ao normal, o céu estava azul, um silencio celestial imperava no local. O Grande Líder sentiu seu peito ardendo. Ao olhar para seu peito novamente, ele ficou espantado com o que viu. O que estava marcado em sua pele eram 10 lemas que foram escritos pelos raios alviverdes e pela alma dos Deuses de Palmeiras:
1)      Amarás ao Palmeiras sobre todas as coisas
2)      Servirás ao Palmeiras
3)      Reformarás o Estatuto
4)      Honrarás toda a Torcida do Palmeiras e não somente Conselheiros e Sócios
5)      Não roubarás o Palmeiras
6)      Profissionalizarás o Palmeiras
7)      Desenvolverás novas lideranças
8)      Modernizarás o clube e sua gestão
9)      Transformarás o Palmeiras no Campeão do Século XXI
10)   Eliminarás qualquer risco de pessoas que queiram se perpetuar o poder
Espero que Paulo Nobre ou Décio Perin tenham  as condições necessárias para ser o Grande Líder, libertar o povo de Palmeiras da Terra dos Atrasadus,  que consiga atravessar o Deserto da Reconstrução com os 10 mandamentos alviverdes tatuados em sua alma, para que possamos chegar à terra prometida das Vitórias e Conquistas.
Viva o Palmeiras!!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Alienistas

Tudo começou em 1995, na final da Supercopa São Paulo de Juniores. Após o gol de ouro que deu o título ao Palmeiras, os palmeirenses invadiram o gramado para comemorar e foram provocar os são paulinos, que, aproveitando a pouca presença de policiais, invadiram o gramado, transformando o campo de jogo na primeira batalha campal entre torcidas organizadas transmitidas ao vivo pela TV. 
As consequências foram a morte do garoto Márcio Gasparin, a condenação de Adalberto Benedito do Santos e, pela primeira vez, as organizadas Mancha Verde e Independente foram extintas pelo promotor público Fernando Capez, que comentou na época: “Era necessário um tratamento de choque.”
Como na belíssima obra O Alienista, de Machado de Assis, a partir dessa época começou a batalha dos Alienistas contra a festa popular nas arquibancadas do Brasil. Depois dessa medida, as bandeiras, instrumentos, faixas, papéis picados, rojões, fogos de artifício, sinalizadores foram proibidos, além de não poder vender cerveja.…

O Dono e os Chefs

Após sete mudanças de treinadores em apenas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A, vários colunistas estão criticando o que já é recorrente na gestão do clubes brasileiros, a troca de treinadores por maus resultados ou expectativas não alcançadas.
Para tentar ilustrar de uma forma mais lúdica as consequências deste comportamento inaceitável dos gestores esportivos, convido o leitor a ler a seguinte historia:
O Dono e os Chefs
Uma churrascaria acaba de trocar de dono no início de dezembro e, como o negócio não ia bem, o dono resolveu trocar de churrasqueiro, pois os clientes estavam reclamando da qualidade da comida, tanto que as vendas estavam baixas recentemente.
O novo mestre churrasqueiro, juntamente com o dono, estavam com várias ideias e decidiram aumentar a variedade de carnes no cardápio. No começo do ano a curiosidade dos clientes fez com que aumentassem as vendas mas,  após 3 meses, os clientes já perceberam que a qualidade e a expectativa com o novo churrasqueiro fi…

Os fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores parte 2 : Precificação

Na semana passada iniciei uma série de posts referentes aos fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores. O próximo fator que gostaria de compartilhar com vocês é a precificação dos ingressos.
Como ponto de partida dessa análise, vamos avaliar o comportamento do torcedor do São Paulo em alguns jogos no Morumbi:
23/03/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 1 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 3.118 Renda Bruta: R$ 123.026 Ticket Médio: R$ 39,49
06/07/2016 – Copa Libertadores da América São Paulo 1 x 2 Atlético Nacional (semi final) Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 61.766 Renda Bruta: R$ 7.526.480 Ticket Médio: R$ 121,85
22/10/2016 – Campeonato Brasileiro São Paulo 2 x 0 Ponte Preta Dia da semana: sábado Horário: 17:00h Público Pagante: 49.673 Renda Bruta: R$ 600.541 Ticket Médio: R$ 12,09
12/02/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 5 x 2 Ponte Preta Dia da semana: domingo Horário: 17:00h Público Pagante: 50.952 Renda Br…