Pular para o conteúdo principal

Por quem os Sinos Dobram




“Nenhum Palmeirense é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula da torcida, uma parte da terra; se um torrão é arrastado para o mar, todo o Palmeiras fica diminuído, como se fosse um promontório, como se fosse a casa dos teus amigos ou a tua própria; a morte de qualquer Palmeirense diminui-me, porque sou parte do time. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti”.

Que o grande poeta inglês John Donne me perdoe ao tentar parafraseá-lo, mas é com seu célebre poema que eu busco inspiração e força para escrever nesse momento de dor e sofrimento.

Ernest Hemingway bebeu dessa fonte para escrever sua obra prima “Por Quem os Sinos Dobram”, portanto não serei o primeiro a usurpar do mestre as linhas acima descritas.

Palmeirenses, chegou a hora de acabar com a “tironia” que está impregnada dentro do nosso clube. Chega da vergonha, conchavos, apertos de mão falsos e oportunistas de todos os que bebem dessa água que jorra das entranhas da Turiaçú e que está apodrecendo a alma dos atuais conselheiros do Palmeiras.

Desde os anos 70 estamos morrendo lentamente, devido a esse espírito de homens fracos que até os dias atuais dominam o conselho do Palmeiras.

Mais dois anos nessas condições e estaremos mortos e enterrados pela “tironia”.

Como nosso grande Raulzito já profetizou há mais de 30 anos, replico sua mensagem aos Palmeirenses do bem:

Coragem, coragem, se o que você quer é aquilo que pensa e faz
Coragem, coragem, eu sei que você pode mais





O Palmeiras precisa ser libertado desse estado de letargia e precisamos de Palmeirenses de verdade, com muita coragem, hombridade e força para combater o status quo atual.

Por isso eu serei candidato ao conselho em 2013 juntamente com ilustres Palmeirenses que estão engajados nessa batalha na Chapa Fanfulla.

Nossas armas são a contestação, o enfrentamento da “tironia”, a luta pelo debate construtivo, por um Palmeiras forte, para resgatar os verdadeiros valores Palmeirenses, que nos acompanham desde a data de sua fundação em 1914 e que ainda batem forte no peito dos verdadeiros Palmeirenses, mas que, infelizmente, estão adormecidos no atual momento.

Seguindo o espírito que Hemingway tão bem representou através de Robert Jordan, nossa luta contra os Tirones já começou e não terá volta.

Seguiremos a nossa missão até a morte em busca de destruir as pontes que estão destruindo o Palmeiras, através da urgentíssima necessidade de mudar radicalmente o modelo de “gestão” atualmente instalado dentro do clube.

Construiremos novas pontes através das reformas estatutárias que, pelo amor ou pela dor, serão escritas com sangue verde branco pelo novo Presidente e os novos Conselheiros,  para colocar o Palmeiras no século XXI em termos de profissionalismo e gestão.

O Palmeirense definitivamente é um forte. Vamos juntos destruir as pontes que atualmente alimentam o Palmeiras com o pensamento pequeno e ultrapassado que ainda lutam para se manter no poder.

Torcedor Palmeirense será no Conselho onde a luta nos aguarda, pois sabemos muito bem o que vem pela frente. Transformaremos nossa lealdade em padrão e iremos levar de vencida e mostrar aos atuais conselheiros, que o Palmeiras sempre será o Campeão.

Que o peso da grande banda Metallica seja o mais leve possível que os atuais conselheiros vão escutar à partir desta data.




Comentários

  1. Parabéns pelo texto, ainda que a emoção fale alto, há sobriedade e, pior, fatos!

    Se quem governa o verde tivesse seu coração, não estaríamos na situação em que estamos!

    Sorte sempre, Bense, que seu sonho se realize e que os sinos dobrem a nosso favor!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os Alienistas

Tudo começou em 1995, na final da Supercopa São Paulo de Juniores. Após o gol de ouro que deu o título ao Palmeiras, os palmeirenses invadiram o gramado para comemorar e foram provocar os são paulinos, que, aproveitando a pouca presença de policiais, invadiram o gramado, transformando o campo de jogo na primeira batalha campal entre torcidas organizadas transmitidas ao vivo pela TV. 
As consequências foram a morte do garoto Márcio Gasparin, a condenação de Adalberto Benedito do Santos e, pela primeira vez, as organizadas Mancha Verde e Independente foram extintas pelo promotor público Fernando Capez, que comentou na época: “Era necessário um tratamento de choque.”
Como na belíssima obra O Alienista, de Machado de Assis, a partir dessa época começou a batalha dos Alienistas contra a festa popular nas arquibancadas do Brasil. Depois dessa medida, as bandeiras, instrumentos, faixas, papéis picados, rojões, fogos de artifício, sinalizadores foram proibidos, além de não poder vender cerveja.…

O Dono e os Chefs

Após sete mudanças de treinadores em apenas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A, vários colunistas estão criticando o que já é recorrente na gestão do clubes brasileiros, a troca de treinadores por maus resultados ou expectativas não alcançadas.
Para tentar ilustrar de uma forma mais lúdica as consequências deste comportamento inaceitável dos gestores esportivos, convido o leitor a ler a seguinte historia:
O Dono e os Chefs
Uma churrascaria acaba de trocar de dono no início de dezembro e, como o negócio não ia bem, o dono resolveu trocar de churrasqueiro, pois os clientes estavam reclamando da qualidade da comida, tanto que as vendas estavam baixas recentemente.
O novo mestre churrasqueiro, juntamente com o dono, estavam com várias ideias e decidiram aumentar a variedade de carnes no cardápio. No começo do ano a curiosidade dos clientes fez com que aumentassem as vendas mas,  após 3 meses, os clientes já perceberam que a qualidade e a expectativa com o novo churrasqueiro fi…

Os fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores parte 2 : Precificação

Na semana passada iniciei uma série de posts referentes aos fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores. O próximo fator que gostaria de compartilhar com vocês é a precificação dos ingressos.
Como ponto de partida dessa análise, vamos avaliar o comportamento do torcedor do São Paulo em alguns jogos no Morumbi:
23/03/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 1 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 3.118 Renda Bruta: R$ 123.026 Ticket Médio: R$ 39,49
06/07/2016 – Copa Libertadores da América São Paulo 1 x 2 Atlético Nacional (semi final) Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 61.766 Renda Bruta: R$ 7.526.480 Ticket Médio: R$ 121,85
22/10/2016 – Campeonato Brasileiro São Paulo 2 x 0 Ponte Preta Dia da semana: sábado Horário: 17:00h Público Pagante: 49.673 Renda Bruta: R$ 600.541 Ticket Médio: R$ 12,09
12/02/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 5 x 2 Ponte Preta Dia da semana: domingo Horário: 17:00h Público Pagante: 50.952 Renda Br…