Pular para o conteúdo principal

Missão 3/9 Cumprida




Intensidade.

Não há palavra que traduza melhor o que foi o jogo contra a Ponte Preta.

Há muito tempo eu não assistia a uma partida do Palmeiras que, mesmo antes de fazer o primeiro gol, passasse a certeza da vitória e sem correr riscos.

As duas semanas de trabalho de Gilson Kleina, não só conseguiram recuperar a confiança dos jogadores, como também já foi possível perceber a mudança na intensidade do jogo, principalmente na marcação pressão.

Tudo no partida de ontem foi intenso, o volume de jogo, a marcação pressão, a participação da torcida, a entrega dos jogadores, a comunhão entre torcida e equipe, a velocidade na transição de bola da defesa para o ataque, a recomposição do sistema defensivo, a atuação de Maikon Leite, Barcos, Assunção.

Com essa intensidade de jogo e a recuperação da confiança, a consequência não poderia ser outra a não ser um clássico 3 a 0 para mais de 30 mil Palmeirenses no Pacaembu. Além disso as jogadas de ataque começaram a dar certo e a bola  não entrar na nossa meta.

Missão 3/9 cumprida, e dessa vez demonstrando que existe sim uma evolução suficiente para nas próximas  2 rodadas o Palmeiras sair do Z4.


O Pragmatismo Verde e Branco está sendo cumprido de acordo com o planejado e como esperado pelos Palmeirenses.

Faltam 6 missões a serem cumpridas, mas o jogo do próximo sábado, por não fazer parte dessas missões, caso o Palmeiras vencer, trará a confiança definitiva que iremos sair do Z4. Não tem melhor momento para quebrar o tabu de 10 anos sem vitória dentro do Panetone.

O Palmeiras ganhando 6 jogos, chegará aos 44 pontos, que com certeza é uma pontuação que livra 100% qualquer equipe do risco de rebaixamento, mas com 42 pontos as chances de não ser rebaixado são grandes.

Infelizmente a Copa Sulamericana deverá ficar em segundo plano, pois não considero que nesse momento o time tenha cabeça e elenco suficiente para suportar as duas competições em paralelo, como publicamente alguns jogadores comentaram a mesma situação durante a nossa conquista da Copa do Brasil.

Que daqui a 2 meses, quando o Campeonato se encerrar, o Palmeiras consiga concluir a Arrancada da Vergonha na Cara, para nunca mais correr riscos desnecessários como o que atualmente todos estamos passando.

Parabéns aos jogadores e à torcida do Palmeiras, que estão mostrando que quando todos querem jogar juntos, nada nos impede de atingir o que queremos. Infelizmente não é dessa forma que parte dos conselheiros do Palmeiras pensa.

Que a arrancada da Vergonha na Cara também sirva para que essa corja de conselheiros que elegeram os atuais “Dirigentes” do Palmeiras e que nos últimos 30 anos decidem os rumos do Palmeiras, tenha vergonha na cara e votem à favor das Diretas, que será somente a primeira etapa de uma série de mudanças que precisam ser efetuadas no estatuto do Clube, para definitivamente o Palmeiras entrar no Século XXI.

Palmeiras minha vida é você!!!




Comentários

  1. Bense, infelizmente é uma triste realidade ver que existem egos maiores que o amor pelo time!

    Que a justiça venha junto aos 44 pontos!

    Dá-lhe porco, dá-lhe , porco!
    Dá-lhe porco, dá-lhe , porco!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os Alienistas

Tudo começou em 1995, na final da Supercopa São Paulo de Juniores. Após o gol de ouro que deu o título ao Palmeiras, os palmeirenses invadiram o gramado para comemorar e foram provocar os são paulinos, que, aproveitando a pouca presença de policiais, invadiram o gramado, transformando o campo de jogo na primeira batalha campal entre torcidas organizadas transmitidas ao vivo pela TV. 
As consequências foram a morte do garoto Márcio Gasparin, a condenação de Adalberto Benedito do Santos e, pela primeira vez, as organizadas Mancha Verde e Independente foram extintas pelo promotor público Fernando Capez, que comentou na época: “Era necessário um tratamento de choque.”
Como na belíssima obra O Alienista, de Machado de Assis, a partir dessa época começou a batalha dos Alienistas contra a festa popular nas arquibancadas do Brasil. Depois dessa medida, as bandeiras, instrumentos, faixas, papéis picados, rojões, fogos de artifício, sinalizadores foram proibidos, além de não poder vender cerveja.…

O Dono e os Chefs

Após sete mudanças de treinadores em apenas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A, vários colunistas estão criticando o que já é recorrente na gestão do clubes brasileiros, a troca de treinadores por maus resultados ou expectativas não alcançadas.
Para tentar ilustrar de uma forma mais lúdica as consequências deste comportamento inaceitável dos gestores esportivos, convido o leitor a ler a seguinte historia:
O Dono e os Chefs
Uma churrascaria acaba de trocar de dono no início de dezembro e, como o negócio não ia bem, o dono resolveu trocar de churrasqueiro, pois os clientes estavam reclamando da qualidade da comida, tanto que as vendas estavam baixas recentemente.
O novo mestre churrasqueiro, juntamente com o dono, estavam com várias ideias e decidiram aumentar a variedade de carnes no cardápio. No começo do ano a curiosidade dos clientes fez com que aumentassem as vendas mas,  após 3 meses, os clientes já perceberam que a qualidade e a expectativa com o novo churrasqueiro fi…

Os fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores parte 2 : Precificação

Na semana passada iniciei uma série de posts referentes aos fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores. O próximo fator que gostaria de compartilhar com vocês é a precificação dos ingressos.
Como ponto de partida dessa análise, vamos avaliar o comportamento do torcedor do São Paulo em alguns jogos no Morumbi:
23/03/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 1 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 3.118 Renda Bruta: R$ 123.026 Ticket Médio: R$ 39,49
06/07/2016 – Copa Libertadores da América São Paulo 1 x 2 Atlético Nacional (semi final) Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 61.766 Renda Bruta: R$ 7.526.480 Ticket Médio: R$ 121,85
22/10/2016 – Campeonato Brasileiro São Paulo 2 x 0 Ponte Preta Dia da semana: sábado Horário: 17:00h Público Pagante: 49.673 Renda Bruta: R$ 600.541 Ticket Médio: R$ 12,09
12/02/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 5 x 2 Ponte Preta Dia da semana: domingo Horário: 17:00h Público Pagante: 50.952 Renda Br…