Pular para o conteúdo principal

10 motivos para o Palmeiras estar caindo




1) O corrompida e viciada estrutura política e eleitoral que já duram 30 anos

2) A falta de renovação e de novas idéias dentro do conselho devido às barreiras do estatuto

3) A falta de vontade política para separar o Futebol Profissional do Clube Social para poder gerir de forma  indendente as duas grandes vertentes

4) A omissão do Sr. Belluzzo ao não fazer as mudanças estaturárias tão esperadas para renovar e arejar o clube com as correntes progressistas

5) O gasto excessivo e fora do orçamento para contratar Valdívia e J30 que deixaram o clube sem caixa, além do retorno dos mesmos ter ser muito abaixo do esperado com reflexos até os dias de hoje

6) Os interesses pessoais em detrimento dos institucionais que levaram o clube ter o pior presidente da história 

7) Aos vários conselheiros e funcionários que se servem do Palmeiras ao invés de servir ao Palmeiras

8) A  miopia do atual presidente e seu vice de futebol ao se iludirem com um título que caiu do céu e não viram que o elenco precisava de reforços e não de contratações de jogadores medianos já na curva descendente da suas carreiras

9) A falta de comando para blindar e cobrar o grupo além de não terem nenhum peso nos bastidores. Fator que countribuiu muito para os excessivos erros de arbitragem cometidos durante o primeiro turno.

10) A falta de planejamento para ter um elenco suficientemente equilibrado para poder priorizar a Copa do Brasil e não perder tantos jogos no Brasileirão

Os 10 motivos acima fizeram com que um dos elencos com custo mensal mais altos do Brasil ganhar somente 1 ponto da Portuguesa em 2 jogos, perder para os reservas do Corinthians e também para o Sport, Bahia e Atlético GO mesmo com o time considerado titular.

Além disso não conseguiram manter um aproveitamento medíocre de 44% de aproveitamento a cada 3 jogos. Aproveitamento suficiente para o Palmeiras estar hoje com no mínimo 25 pontos.

O verbo cair está no gerúndio, mas pode mudar para o passado à partir das próximas rodadas caso não houver um tratamento de choque na situação atual.

Para um time que tem os atuais " gestores ", infelizmente não podemos esperar muito. Os nossos possíveis salvadores podem ser os homens da Comissão Técnica, que também parecem estar perdidos e sem rumo, pois os mesmos provavelmente nunca passaram por essa vergonhosa situação.

Estamos todos à espera de um milagre, o segundo do ano. 

Será que os Deuses do Futebol serão benevolentes com o Palmeiras?


Comentários

  1. Bense, se o próprio Palmeiras fosse benevolente consigo mesmo, não precisaríamos dos deuses para tal!

    Ótimo texto, como sempre!

    Beijo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os Alienistas

Tudo começou em 1995, na final da Supercopa São Paulo de Juniores. Após o gol de ouro que deu o título ao Palmeiras, os palmeirenses invadiram o gramado para comemorar e foram provocar os são paulinos, que, aproveitando a pouca presença de policiais, invadiram o gramado, transformando o campo de jogo na primeira batalha campal entre torcidas organizadas transmitidas ao vivo pela TV. 
As consequências foram a morte do garoto Márcio Gasparin, a condenação de Adalberto Benedito do Santos e, pela primeira vez, as organizadas Mancha Verde e Independente foram extintas pelo promotor público Fernando Capez, que comentou na época: “Era necessário um tratamento de choque.”
Como na belíssima obra O Alienista, de Machado de Assis, a partir dessa época começou a batalha dos Alienistas contra a festa popular nas arquibancadas do Brasil. Depois dessa medida, as bandeiras, instrumentos, faixas, papéis picados, rojões, fogos de artifício, sinalizadores foram proibidos, além de não poder vender cerveja.…

O Dono e os Chefs

Após sete mudanças de treinadores em apenas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A, vários colunistas estão criticando o que já é recorrente na gestão do clubes brasileiros, a troca de treinadores por maus resultados ou expectativas não alcançadas.
Para tentar ilustrar de uma forma mais lúdica as consequências deste comportamento inaceitável dos gestores esportivos, convido o leitor a ler a seguinte historia:
O Dono e os Chefs
Uma churrascaria acaba de trocar de dono no início de dezembro e, como o negócio não ia bem, o dono resolveu trocar de churrasqueiro, pois os clientes estavam reclamando da qualidade da comida, tanto que as vendas estavam baixas recentemente.
O novo mestre churrasqueiro, juntamente com o dono, estavam com várias ideias e decidiram aumentar a variedade de carnes no cardápio. No começo do ano a curiosidade dos clientes fez com que aumentassem as vendas mas,  após 3 meses, os clientes já perceberam que a qualidade e a expectativa com o novo churrasqueiro fi…

Os fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores parte 2 : Precificação

Na semana passada iniciei uma série de posts referentes aos fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores. O próximo fator que gostaria de compartilhar com vocês é a precificação dos ingressos.
Como ponto de partida dessa análise, vamos avaliar o comportamento do torcedor do São Paulo em alguns jogos no Morumbi:
23/03/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 1 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 3.118 Renda Bruta: R$ 123.026 Ticket Médio: R$ 39,49
06/07/2016 – Copa Libertadores da América São Paulo 1 x 2 Atlético Nacional (semi final) Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 61.766 Renda Bruta: R$ 7.526.480 Ticket Médio: R$ 121,85
22/10/2016 – Campeonato Brasileiro São Paulo 2 x 0 Ponte Preta Dia da semana: sábado Horário: 17:00h Público Pagante: 49.673 Renda Bruta: R$ 600.541 Ticket Médio: R$ 12,09
12/02/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 5 x 2 Ponte Preta Dia da semana: domingo Horário: 17:00h Público Pagante: 50.952 Renda Br…