Pular para o conteúdo principal

Palmeiras Campeão!





Palmeiras Campeão!
Como é forte essa emoção
Mais um título que chega
Pra torcida do Verdão

Palmeiras Campeão!
Alegria, explosão
Pra torcida do Palmeiras
Que te ama de paixão

Palmeiras Campeão!
Não tem dono, nem razão
Só tem gritos de alegria
De alívio e de emoção

Palmeiras Campeão!
Numa bola e sem perdão
Na cabeça do Betinho
Pelos pés de Assunção

Palmeiras Campeão!
Tem segredo? Não tem não
Tem amor, tem muita raça!
Tudo graças ao Felipão

Palmeiras Campão!
Grito forte, grito bom
Exorciza os demônios
Que destrói meu coração

Palmeiras Campeão!
Eu não vejo outro não
No Brasil e nem no mundo
Que seja mais campeão

Palmeiras Campeão!
Pra torcida, multidão
Que te ama e te louva
Até na segunda divisão




Palmeiras Campeão!
Falta um título pro Verdão
Que as diretas venham logo
Te salvar da escuridão

Palmeiras Campeão!
Não tem como controlar
O amor que eu sinto
Para sempre vou te amar

Palmeiras Campeão!
Minha vida, que paixão
Que primeiro tomou conta
De um lugar no coração

Palmeiras Campão!
Que infinita sensação
De gritar pro mundo inteiro
Melhor time não tem não

Palmeiras Campão!
Nenhum time vai saber
Que o amor por meu Palmeiras
É mais forte que meu ser

Palmeiras Campeão!
Que tamanha vibração
Cantar forte, todo amor
Que eu tenho pro Verdão

Palmeiras Campeão!
Tão temido esse gigante
Voltou ontem pro lugar
Que nenhum esteve antes

Palmeiras Campeão!
Hoje e sempre vou gritar
Bem do fundo da minh`alma
Até a vida me tirar



Comentários

  1. Boa, Bense, Camões na sua versão mais futebolística. Leminsk em forma de bola!

    Beijos!
    Adriano Paciello

    ResponderExcluir
  2. Boa candinho!!! Concordo em gênero, número e grau... somente os verdadeiros palestrinos sabem o que é esta emoçào... Cheers Luciano

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Dono e os Chefs

Após sete mudanças de treinadores em apenas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A, vários colunistas estão criticando o que já é recorrente na gestão do clubes brasileiros, a troca de treinadores por maus resultados ou expectativas não alcançadas.
Para tentar ilustrar de uma forma mais lúdica as consequências deste comportamento inaceitável dos gestores esportivos, convido o leitor a ler a seguinte historia:
O Dono e os Chefs
Uma churrascaria acaba de trocar de dono no início de dezembro e, como o negócio não ia bem, o dono resolveu trocar de churrasqueiro, pois os clientes estavam reclamando da qualidade da comida, tanto que as vendas estavam baixas recentemente.
O novo mestre churrasqueiro, juntamente com o dono, estavam com várias ideias e decidiram aumentar a variedade de carnes no cardápio. No começo do ano a curiosidade dos clientes fez com que aumentassem as vendas mas,  após 3 meses, os clientes já perceberam que a qualidade e a expectativa com o novo churrasqueiro fi…

Os fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores parte 2 : Precificação

Na semana passada iniciei uma série de posts referentes aos fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores. O próximo fator que gostaria de compartilhar com vocês é a precificação dos ingressos.
Como ponto de partida dessa análise, vamos avaliar o comportamento do torcedor do São Paulo em alguns jogos no Morumbi:
23/03/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 1 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 3.118 Renda Bruta: R$ 123.026 Ticket Médio: R$ 39,49
06/07/2016 – Copa Libertadores da América São Paulo 1 x 2 Atlético Nacional (semi final) Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 61.766 Renda Bruta: R$ 7.526.480 Ticket Médio: R$ 121,85
22/10/2016 – Campeonato Brasileiro São Paulo 2 x 0 Ponte Preta Dia da semana: sábado Horário: 17:00h Público Pagante: 49.673 Renda Bruta: R$ 600.541 Ticket Médio: R$ 12,09
12/02/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 5 x 2 Ponte Preta Dia da semana: domingo Horário: 17:00h Público Pagante: 50.952 Renda Br…

Os Alienistas

Tudo começou em 1995, na final da Supercopa São Paulo de Juniores. Após o gol de ouro que deu o título ao Palmeiras, os palmeirenses invadiram o gramado para comemorar e foram provocar os são paulinos, que, aproveitando a pouca presença de policiais, invadiram o gramado, transformando o campo de jogo na primeira batalha campal entre torcidas organizadas transmitidas ao vivo pela TV. 
As consequências foram a morte do garoto Márcio Gasparin, a condenação de Adalberto Benedito do Santos e, pela primeira vez, as organizadas Mancha Verde e Independente foram extintas pelo promotor público Fernando Capez, que comentou na época: “Era necessário um tratamento de choque.”
Como na belíssima obra O Alienista, de Machado de Assis, a partir dessa época começou a batalha dos Alienistas contra a festa popular nas arquibancadas do Brasil. Depois dessa medida, as bandeiras, instrumentos, faixas, papéis picados, rojões, fogos de artifício, sinalizadores foram proibidos, além de não poder vender cerveja.…