Pular para o conteúdo principal

Fúria



A Fúria Espanhola

Na última segunda feira eu tive a oportunidade de participar de uma palestra com René Simões, diretor técnico das Categorias de Base do São Paulo, no Workshop sobre Gestão do Esporte, organizado pela faculdade de Esportes da USP.

Durante a palestra ele mencionou os 10 princípios adotados pelo técnico da seleção espanhola bicampeã da Eurocopa, Vicente Del Bosque:


1) Neutralizar as rivalidades

2) Compromisso com o próximo sonho
3) Objetivo do grupo acima do individual
4) A estrela da equipe é a equipe
5) Irmandade e solidariedade
6) Lealdade à estratégia de jogo
7) Paixão por ganhar
8) Código de comportamento
9) Humanização da equipe
10) Bom comportamento extra campo

De uma forma geral não existem grandes surpresas ou algo muito diferente do que qualquer grupo de jogadores deveria seguir e também esses princípios refletem o conjunto de valores da sociedade espanhola.

O que mais admiro ao ver a seleção espanhola jogar, que lembra muito o estilo de jogo do Barcelona, é a constante troca de passes, a qualidade técnica, as jogadas bem trabalhadas, a serenidade dos jogadores durante todo o jogo, tudo costurado de acordo com os 10 princípios acima mas, principalmente, com a lealdade à estratégia de jogo.

Assistir a Xavi e Iniesta regerem o time como maestros, acompanhado com alguns solos de Davi Silva e Fábregas e com a base sólida de Casillas, Busquets, Piqué, Xavi Alonso é um prazer para todos os que amam esse esporte. Com certeza esse time ficará para a história do futebol Mundial por tudo o que estão conquistando, mas sobretudo pelo legado de qualidade do seu jogo.

Parabéns à Fúria Espanhola, que comprova mais uma vez sua hegemonia no futebol mundial e que, provavelmente, será uma das grandes favoritas ao título de bicampeã mundial em 2014.



A Minha Fúria

Como contraponto ao que o futebol espanhol está demonstrando ao mundo, vemos o futebol brasileiro cada vez mais parecido com o futebol europeu de décadas atrás.

O que estamos assistindo dentro e fora de campo parece que é outro esporte. Seguindo os 10 princípios de Del Bosque, segue minha visão do que atualmente eu percebo no futebol brasileiro:

1) Acirrar as rivalidades
2) Compromisso com o imediato
3) Objetivo é ganhar, custe o que custar
4) A estrela da equipe é a equipe, desde que sejamos campeões
5) Irmandade e solidariedade, mas se precisar jogar sujo OK
6) Lealdade à estratégia de jogo que leve à vitória
7) Paixão por ganhar uma transferência para a Europa ou um patrocínio
8) Código de comportamento, mesmo que só para fazer uma imagem de bom moço
9) Tem que ser guerreiro, mesmo que para isso precise pisar no companheiro
10) Não precisa dar satisfação da vida pessoal

Qual é a consequência disso?

O acirramento de rivalidades, que são o combustível do futebol, mas  quando emissoras de TV e grandes marcas tomam partido, geram o clima pesado encontrado pelas ruas, meios de comunicação e redes sociais durante toda essa semana que passou.

O futebol de resultados, tão criticado pelos brasileiros durante várias décadas, definitivamente está incorporado no atual futebol brasileiro. Vide o nível técnico dos jogos finais da Copa Libertadores e da Copa do Brasil.

O Brasil que o povo se identifica tanto na atual novela das 21 horas está sendo incorporado diariamente pela sociedade brasileira, valorizando cada vez mais o imediato, o sucesso fugaz, a imagem valendo muito mais do que o conteúdo, os meios justificando os fins, o individualismo, o recalque.

Tudo isso também se reflete no futebol brasileiro, criando falsas impressões que são momentaneamente valorizadas, mas como não temos um compromisso com valores e ideais de médio e longo prazo, estão nos levando a uma sociedade do Vale Tudo, desde que o Eu ou o Meu sejam os beneficiários, custe o que custar, gerando pânico nas pessoas do bem, que se preocupam com o legado que deixaremos para nossos descendentes.

São esses os valores que queremos promover para incorporar na nossa sociedade? 

Sugiro uma reflexão geral se é dessa forma que queremos que tanto a sociedade brasileira quanto o futebol brasileiro devem seguir. 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Alienistas

Tudo começou em 1995, na final da Supercopa São Paulo de Juniores. Após o gol de ouro que deu o título ao Palmeiras, os palmeirenses invadiram o gramado para comemorar e foram provocar os são paulinos, que, aproveitando a pouca presença de policiais, invadiram o gramado, transformando o campo de jogo na primeira batalha campal entre torcidas organizadas transmitidas ao vivo pela TV. 
As consequências foram a morte do garoto Márcio Gasparin, a condenação de Adalberto Benedito do Santos e, pela primeira vez, as organizadas Mancha Verde e Independente foram extintas pelo promotor público Fernando Capez, que comentou na época: “Era necessário um tratamento de choque.”
Como na belíssima obra O Alienista, de Machado de Assis, a partir dessa época começou a batalha dos Alienistas contra a festa popular nas arquibancadas do Brasil. Depois dessa medida, as bandeiras, instrumentos, faixas, papéis picados, rojões, fogos de artifício, sinalizadores foram proibidos, além de não poder vender cerveja.…

O Dono e os Chefs

Após sete mudanças de treinadores em apenas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A, vários colunistas estão criticando o que já é recorrente na gestão do clubes brasileiros, a troca de treinadores por maus resultados ou expectativas não alcançadas.
Para tentar ilustrar de uma forma mais lúdica as consequências deste comportamento inaceitável dos gestores esportivos, convido o leitor a ler a seguinte historia:
O Dono e os Chefs
Uma churrascaria acaba de trocar de dono no início de dezembro e, como o negócio não ia bem, o dono resolveu trocar de churrasqueiro, pois os clientes estavam reclamando da qualidade da comida, tanto que as vendas estavam baixas recentemente.
O novo mestre churrasqueiro, juntamente com o dono, estavam com várias ideias e decidiram aumentar a variedade de carnes no cardápio. No começo do ano a curiosidade dos clientes fez com que aumentassem as vendas mas,  após 3 meses, os clientes já perceberam que a qualidade e a expectativa com o novo churrasqueiro fi…

Os fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores parte 2 : Precificação

Na semana passada iniciei uma série de posts referentes aos fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores. O próximo fator que gostaria de compartilhar com vocês é a precificação dos ingressos.
Como ponto de partida dessa análise, vamos avaliar o comportamento do torcedor do São Paulo em alguns jogos no Morumbi:
23/03/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 1 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 3.118 Renda Bruta: R$ 123.026 Ticket Médio: R$ 39,49
06/07/2016 – Copa Libertadores da América São Paulo 1 x 2 Atlético Nacional (semi final) Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 61.766 Renda Bruta: R$ 7.526.480 Ticket Médio: R$ 121,85
22/10/2016 – Campeonato Brasileiro São Paulo 2 x 0 Ponte Preta Dia da semana: sábado Horário: 17:00h Público Pagante: 49.673 Renda Bruta: R$ 600.541 Ticket Médio: R$ 12,09
12/02/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 5 x 2 Ponte Preta Dia da semana: domingo Horário: 17:00h Público Pagante: 50.952 Renda Br…