Pular para o conteúdo principal

Palmeiras 1 x 1 Portuguesa – Jucas e Juquinhas





Começou a Odisséia e logo na primeira rodada o primeiro vacilo. Apesar de ser o primeiro jogo, o time estar priorizando a Copa do Brasil e os principais jogadores terem sido poupados, o resultado esperado contra a Portuguesa não poderia ser outro se não uma vitória.

Um time com a camisa como a do Palmeiras não pode deixar de pensar grande e traduzir dentro de campo a grandeza da sua tradição quando enfrenta time qualquer time do mundo, ainda mais equipes que considero que estão em patamares inferiores ao nosso em termos de camisa, torcida, elenco, estrutura, comissão técnica e arrecadação.

O que vimos ontem em campo é a prova da falta de qualidade do elenco. Atualmente o elenco do Palmeiras é uma grande reunião de Jucas e Juquinhas temperados com Henrique, Marcos Assunção, Valdívia e Barcos.

Tirando os quatro jogadores tecnicamente capazes de decidir uma partida, devido à suas capacidades técnicas, o Palmeiras é um time repleto de Jucas e Juquinhas. Sabemos que não se ganha campeonato e há poucas chances de se classificar para o G4 sem um elenco com jogadores capazes de fazer a diferença física, técnica e psicológica perante seus adversários.

Tomar sufoco da Portuguesa, recém rebaixada para a série B do Paulistinha, esperando o jogo acabar, pois o time não teve competência de matar o jogo ou controlar a partida mantendo a posse de bola, não condiz com a postura de um Grande Time. Quem joga contra o atual elenco do Palmeiras não tem respeito e se sente com confiança suficiente de partir pra cima, pois os jogadores não têm qualidade e personalidade suficiente para se impor nem dentro de casa.

Hoje vejo o Palmeiras como um tigre desdentado.  Todos o temem ao ver sua presença, mas ao perceberem que não apresenta perigo real, partem para cima sem receio.

Ao analisar as 20 equipes do Brasileirão, eu considero que existem 3 grupos distintos:

G1 - Santos, Corinthians, Fluminense, Internacional
Times com elencos e performance melhores que o Palmeiras. Na minha projeção de pontos o Palmeiras deve ter um aproveitamento  de 33% de pontos (8 pontos)  ao enfrentar estes adversários.

G2 – São Paulo, Vasco, Flamengo, Grêmio
Times com elencos e performance levemente superiores ou inferiores que o Palmeiras. Na minha projeção de pontos o Palmeiras deve ter um aproveitamento de 50% de pontos (12 pontos) ao enfrentar esses adversários.

G3 – Demais times da primeira divisão
Times com elencos e performance inferiores que o Palmeiras. Na minha projeção de pontos o Palmeiras deve ter um aproveitamento  de 66% de pontos ( 44 pontos )  ao enfrentar estes adversários.

Devido ao Palmeiras jogar em casa e a Portuguesa fazer parte do G3, ontem era dia de fazer 3 pontos e já começar a fazer gordura para pensar em melhor classificação no final do campeonato. Se o Palmeiras se reforçar em algumas posições como volantes de melhor marcação, armadores ou atacantes de lado de campo, podemos sim fazer 64 pontos e com certeza estar no G4. Caso contrário será mais um ano de coadjuvante, algo que se tornou rotina desde 2009.
Duas histórias recentes servem de lição para esse início de campeonato:

1) No Brasileirão de 2009, o ano que ainda não acabou para o Palmeiras, quando fomos eliminados pelo Nacional do Uruguai nas quartas de final da Copa Libertadores, estávamos no G4 do Brasileiro e isso foi essencial para disputarmos o título até a última rodada.

2) No Brasileirão de2006, perdemos os 6 primeiros jogos e quase fomos rebaixados para a série B por não termos elenco capaz de fazer pontos enquanto o Palmeiras jogava a Libertadores.

Serão poucos quesitos que o Palmeiras pode ficar em primeiro lugar nesse Brasileiro e ontem foi um deles, marcar o primeiro gol do torneio.

Espero que o elenco seja reforçado para o Brasileirão, pois com Jucas e Juquinhas jogando as próximas rodadas, a lição 2 acima citada pode ser revivida novamente pelo Palmeiras.

Tenho um otimismo contido que o Palmeiras chegará à final da Copa do Brasil, pois nenhum time que está disputando as quartas de final da Copa do Brasil faz parte do G1. Vamos acender uma vela de 7 dias por semana e fazer um monte de reza para todos os santos e deuses do futebol, para que a tão gloriosa camisa e tradição do nosso amado Palmeiras sejam suficientes de transformar alguns Jucas ou Juquinhas em fugazes craques nos próximos 5 jogos da Copa do Brasil e o Palmeiras sair campeão nacional.

Que os Deuses do Futebol digam amém!!




Comentários

  1. Paciello,

    Sem querer polemizar, não credito apenas a um elenco limitado o empate de sábado. Pense bem que quando não temos ovos, não temos como fazer um omelete. Mas não precisávamos de ovos para ganhar da Lusa. Bastava apenas o Sr. Scolari colocar na ordem certa os atletas que tinha à disposição. Não fez, perdeu dois pontos.

    ResponderExcluir
  2. Adoraria falar que vc está errado, Bense, mas infelizmente o seu fanatismo está cada vez mais maduro!

    Ótima análise à PVC, parabéns pelo talento, quiçá os juquinhas cresçam e passem a adoçar a boca dos sedentos e carentes palestrinos!

    Bjo.
    Adriano Paciello

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Os desafios dos Programas de Sócio Torcedor no Brasil

Durante a semana foi divulgado queda no programa sócio torcedor do Flamengo. De acordo com o blog do Rodrigo Mattos a  falta de jogos com torcida da Libertadores e o esvaziamento do Carioca são os principais pontos de abandono. O departamento de marketing identificou outros problemas: falta de um estádio, política de preços de ingressos para jogos jogos de menor apelo, o sistema de atendimento do torcedor e as vantagens oferecidas ao membro que se associa, além de reclamações com política de diretoria.
Desde o ano passado estamos notando uma estagnação deste tipo de programa na grande maioria dos times brasileiros. Participei de um projeto visando melhorias para um dos maiores programas do gênero em um time da cidade de São Paulo, onde fizemos grupos focais e pesquisas on line, mas muitas das sugestões não foram implementadas.
O que pude perceber na opinião dos torcedores que responderam a pesquisa foram sugestões de melhorias de atendimento, mais serviços, produtos e experiências, além…

Pizzaria Paulista

A rede Pizzaria Paulista, criada em 1902, vem a público divulgar o balanço das suas 16 franquias espalhadas no estado de São Paulo no período de 17 de janeiro a 11 de março de 2018.
Em 2018 tivemos as 3 tradicionais franquias da capital, juntamente com uma das mais famosas unidades, que fica no litoral. Além dessas 4 tradicionais franquias,  constam no balanço unidades de cidades com bom nível de renda per capta e com populações elevadas, sendo duas unidades na Grande São Paulo, mais duas unidades na cidade de Campinas, além de uma unidade em Ribeirão Preto, Araraquara, Sorocaba entre outras ricas cidades do interior paulista.
Em 2018, mesmo com a rede presente nas principais regiões do estado, tivemos uma redução de 9% na presença de clientes. Foram 70 mil pessoas a menos do que no ano passado, primeiro ano após a redução no número de franquias.
Além dessa redução, perdemos R$ 700 mil reais em faturamento bruto, 2% menor do que 2017. Por outro lado o ticket médio subiu 7% , R$ 2,60 a ma…

Hoje é dia de Derby

Derby, uma palavra inglesa que acompanhada dos grandes rivais Palmeiras e Corinthians, cria vida própria. As emoções que remetem a este grande clássico do futebol mundial transcendem as quatro linhas, os 90 minutos, o estádio e, em vários casos, se transformam em lendas, epopeias, grandes batalhas. Vilões se transformam em ídolos e vice versa, menos que por efêmeros momentos. Jogos como estes são capazes, como na vida real e não por acaso, de mudar o rumo dos times nos campeonatos, inverter completamente o estado de espírito, de autoconfiança reinante em cada um dos lados. São raros os confrontos que possuem esse poder mágico de mexer com toda uma cidade, uma nação e que, por 90 minutos, se transformam na coisa mais importante da vida. Muitos podem estar perguntando qual a origem desse termo dentro do futebol. Segue abaixo uma versão resumida que encontrei na internet:
A origem vem da palavra "derby" – ou dérbi, segundo o aportuguesamento da palavra original inglesa, proposto p…