Pular para o conteúdo principal

O Concerto


Utilizando a técnica desenvolvida por Carl Jung, quais são as associações que vêm à cabeça referente à palavra Concerto? 
Seguem abaixo as minhas associações:
Virtuose
Alegria
Harmonia Perfeita
Conjunto
Música Clássica
Erudito

Nos últimos dias tive o privilégio de degustar a concertos em várias formas, e como as associações acima descritas, todas elas se encaixam perfeitamente às degustações.
A idéia deste post veio do filme O Concerto. Um filme francês passado na Rússia que fala sobre um maestro e um grupo de virtuoses judeus que faziam parte da Orquestra Sinfônica Bolshoi e perderam seus empregos e suas posições sociais. Para os amantes da música é imperdível, para quem trabalha com gestão de pessoas também.
O filme não tem contra indicações e faz parte do meu momento atual onde estou assistindo a filmes fora do padrão enlatado de Hollywood e que domina o atual mercado brasileiro de cinema. É lamentável que um país que se diz emergente engole tudo que vem de fora, só por que é falado em inglês, tem artistas bonitinhos, histórias vazias, sem conteúdo, mas é disso que o povo gosta. Além disso, agora estão dublando para que a classe emergente possa entender ao filme sem ter que ler legenda. Se isso é sinal de país emergente, “ parem o mundo que eu quero descer”, como dizia Raul Seixas.
O filme traz uma visão contemporânea da situação social da Rússia pós-comunismo, mas também resgata os valores da riquíssima cultura russa, uma das melhores do mundo na minha modesta opinião.
O gran finale é quando a orquestra inicia o grande Concerto para Violino de Tchaikovsky. Todo o desenrolar do filme vai surgindo a cada nota musical tocada tão perfeitamente, em um conjunto maravilhoso, através da grande virtuose que é a solista do violino, transformando a música erudita em uma sensação de alegria que não cabia dentro de mim. Cada célula do meu corpo entrou em perfeita harmonia com a música, parecendo que meus batimentos cardíacos estavam sendo regidos pela partitura mágica de Tchaikovsky.

A mensagem final do filme, e que eu interpretei também sob meu ponto de vista, é procurar em nosso dia a dia familiar, profissional, nos nossos hobbies, na forma como vivemos a vida; como podemos entrar em harmonia perfeita com a natureza, com as pessoas que convivemos diariamente, como executamos nossas tarefas?
Como podemos transformar nossa pobre existência humana em algo que transcenda cada minuto da nossa vida?
Como fazer nossas atividades diárias com virtuose, erudição, alegria, trabalhando em conjunto com nossos semelhantes?
Tudo pode começar de uma forma desordenada, desafinada e, como num passe de mágica, a harmonia perfeita surge, e afinamos nossa alma juntamente com nossos semelhantes e começamos a vibrar dentro do compasso da partitura divina.
Creio que o momento atual da minha vida está transformando cada célula do meu ser, cada partícula de energia que envolve meu corpo, fazendo com que eu esteja renascendo para uma nova vida e exatamente durante o período do renascimento que a Páscoa representa.
Moça com Brinco de Pérola - Johannes Vermeer
Depois deste filme assisti ao belo filme com uma fotografia magistral chamado Moça com Brinco de Pérola, degustei a palestra de Eduardo Shinyashiki com a mensagem final de como devemos ser únicos em nossa existência humana, me emocionei demais no show do Roger Waters, estou correndo três vezes semanais para afinar meu corpo e minha alma, conheci um pouco mais sobre Jung e Freud no filme Um Método Perigoso, encontrei a Olga Reis que está me ajudando muito em afinar minha essência para poder executar o concerto da minha vida na harmonia perfeita com a natureza, vou voltar a tocar rock and roll junto com meus amigos Andreas, Capuano, Shane e meu parceiro e irmão Adriano.

Show The Wall - Roger Waters 01.04.12

Desejo a todos vocês que busquem cada vez mais afinar o seu instrumento interno para que, como Tchaikovsky, possamos executar o maior concerto da humanidade, o concerto da coexistência pacífica, com compaixão e amor supremo.
Gostaria que todos vocês degustem o vídeo abaixo, utilizando estes 13:16 minutos como a semente da mudança em suas vidas.


Comentários

  1. Viver a vida! Muito bom, não é Marcelo? Seus posts mostram quanto vocês estão vivendo a vida! É uma maravilha!

    ResponderExcluir
  2. Fantástico, Marcelo !!

    Equilíbrio é o grande desafio de nossa existência, ainda mais no momento em que vivemos ... Tem tudo a ver com a sintonia que estabelecemos entre as nossas almas e as coisas boas desta sala de aula que é o nosso mundo ... Enfim, parabéns por texto de tão elevado nível !

    Abraços
    Costacurta

    ResponderExcluir
  3. Mano brown !!! Eu continuo em ebulição , não sei o que vai ser quando essa efervescência acabar, mas sei que tinha que ferver !!! Tudo novo ... de novo !!! Recomeçando tudo e agora com um ingrediente a mais , meu filho lindo !!!
    Abração

    ResponderExcluir
  4. Bense, afinar os próprios instrumentos não requer só equilíbrio, mas coragem. E os dois vc tem demonstrado a cada texto que nos presenteia! Excelente essa mescla! Obrigado por mais uma inspiração!

    E como vc memso diz: LET'S ROCK!

    Adriano Paciello

    ResponderExcluir
  5. Marcelo querido,

    Mais uma vez parabéns pelo post! Uma delícia de ler.

    Um grande beijo,
    Andréa

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O Dono e os Chefs

Após sete mudanças de treinadores em apenas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A, vários colunistas estão criticando o que já é recorrente na gestão do clubes brasileiros, a troca de treinadores por maus resultados ou expectativas não alcançadas.
Para tentar ilustrar de uma forma mais lúdica as consequências deste comportamento inaceitável dos gestores esportivos, convido o leitor a ler a seguinte historia:
O Dono e os Chefs
Uma churrascaria acaba de trocar de dono no início de dezembro e, como o negócio não ia bem, o dono resolveu trocar de churrasqueiro, pois os clientes estavam reclamando da qualidade da comida, tanto que as vendas estavam baixas recentemente.
O novo mestre churrasqueiro, juntamente com o dono, estavam com várias ideias e decidiram aumentar a variedade de carnes no cardápio. No começo do ano a curiosidade dos clientes fez com que aumentassem as vendas mas,  após 3 meses, os clientes já perceberam que a qualidade e a expectativa com o novo churrasqueiro fi…

Os fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores parte 2 : Precificação

Na semana passada iniciei uma série de posts referentes aos fatores que impactam na percepção de valor dos torcedores. O próximo fator que gostaria de compartilhar com vocês é a precificação dos ingressos.
Como ponto de partida dessa análise, vamos avaliar o comportamento do torcedor do São Paulo em alguns jogos no Morumbi:
23/03/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 1 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 3.118 Renda Bruta: R$ 123.026 Ticket Médio: R$ 39,49
06/07/2016 – Copa Libertadores da América São Paulo 1 x 2 Atlético Nacional (semi final) Dia da semana: quarta feira Horário: 21:45h Público Pagante: 61.766 Renda Bruta: R$ 7.526.480 Ticket Médio: R$ 121,85
22/10/2016 – Campeonato Brasileiro São Paulo 2 x 0 Ponte Preta Dia da semana: sábado Horário: 17:00h Público Pagante: 49.673 Renda Bruta: R$ 600.541 Ticket Médio: R$ 12,09
12/02/2016 – Campeonato Paulista São Paulo 5 x 2 Ponte Preta Dia da semana: domingo Horário: 17:00h Público Pagante: 50.952 Renda Br…

Os Alienistas

Tudo começou em 1995, na final da Supercopa São Paulo de Juniores. Após o gol de ouro que deu o título ao Palmeiras, os palmeirenses invadiram o gramado para comemorar e foram provocar os são paulinos, que, aproveitando a pouca presença de policiais, invadiram o gramado, transformando o campo de jogo na primeira batalha campal entre torcidas organizadas transmitidas ao vivo pela TV. 
As consequências foram a morte do garoto Márcio Gasparin, a condenação de Adalberto Benedito do Santos e, pela primeira vez, as organizadas Mancha Verde e Independente foram extintas pelo promotor público Fernando Capez, que comentou na época: “Era necessário um tratamento de choque.”
Como na belíssima obra O Alienista, de Machado de Assis, a partir dessa época começou a batalha dos Alienistas contra a festa popular nas arquibancadas do Brasil. Depois dessa medida, as bandeiras, instrumentos, faixas, papéis picados, rojões, fogos de artifício, sinalizadores foram proibidos, além de não poder vender cerveja.…