Pular para o conteúdo principal

Calendário Parte 4 - Estaduais e Regionais



Campeonatos Estaduais e Regionais
Para terminar a séria Calendário, segue a parte final referente às propostas para os torneios estaduais e regionais.

Sabemos que no atual momento, o Futebol Nacional precisa de várias fontes de receita para manter seus custos, valorizar suas marcas e conseguir arrecadar maiores receitas. Para que esses objetivos sejam atingidos, a participação dos grandes clubes nos Campeonatos Estaduais está em descompasso com os objetivos devido à falta de interesse, desnível da disputa, inchaço do calendário, baixo nível das partidas.

Com esta situação, creio que após as duas primeiras semanas da temporada 2012, já é possível perceber nas declarações de jogadores, técnicos e parte da imprensa que a participação dos grandes clubes em torneios estaduais inchados está se tornando inviável.É necessário que seja revisto a forma como os grandes clubes devem partipar dos Estaduais ou, conforme as propostas abaixo, deixarem de participar deste tipo de torneio.


Campeonatos Estaduais
Com a saída dos clubes que participam das sérias A, B e C dos campeonatos estaduais, teremos os seguintes benefícios para as ligas estaduais:
·     As equipes podem explorar melhor as possibilidades de receitas em suas respectivas cidades com a possibilidade real de título e a expectativa de disputar torneios regionais e nacionais em curto espaço de tempo
·     O nível de disputa será mais equilibrado, criando maior qualidade no espetáculo, gerando maior emoção e envolvimento dos moradores das cidades
·     Possibilidade da criação de ligas estaduais e regionais para gerir as receitas, aumentar arrecadação
·     Os campeonatos estaduais serão disputados na primeira metade da temporada ( Setembro a Dezembro ) com a classificação automática dos finalistas para os Torneios Regionais.

Campeonatos Regionais
·         Criação das Copas Sul, Sudeste, Centro Oeste, Norte e Nordeste
·         Participantes:      Finalistas dos Campeonatos Estaduais

·         Período de Disputa – segunda metade da temporada (Janeiro a Maio)
·     O Campeão e o Vice Campeão das 05 copas regionais mais o terceiro colocado das copas do Sudeste e Sul estarão classificados para a Série C e Copa do Brasil do ano seguinte.

Benefícios
·    Estimular desenvolvimento de novas equipes nas cidades que possuem potencial econômico e que  não possuem equipes fortes para disputas regionais devido atual estrutura
·    Possibilidade de ter o ano inteiro de disputas, podendo atrair patrocinadores regionais para divulgação da marca
·    Possibilidade de em 1 ano estar disputando jogos com equipes das séries A e B na Copa do Brasil
·    Possibilidade de criar ligas regionais fortes para administrar receitas e atrair patrocinadores
·    Criar e desenvolver maior número de torcedores nas respectivas cidades
·    Possibilidade e revelar jogadores em maior quantidade
·    Torneios Estaduais e Regionais com maior equilíbrio e maior emoção, aumentando o interesse pelo espetáculo.
  
Conclusões Gerais
As propostas  sugeridas nos 04 posts visam primeiramente o desenvolvimento do futebol em todas as regiões, tanto na qualidade técnica quanto no aumento de receitas provenientes de maiores exposições das marcas em torneios regionais, nacionais, continentais e mundiais.

Uma equipe de futebol, se disputar todos os torneios possíveis de serem disputados durante uma temporada, terá disputado no máximo 65 jogos, uma média bem inferior aos atuais números de jogos que uma equipe de ponta disputa atualmente jogando no Brasil. 

Com a criação do calendário mundial, teremos uma melhor forma de planejamento de todos os segmentos envolvidos, com a possibilidade de aumento de receitas para as equipes, jogadores, treinadores, patrocinadores, redes de tevê, rádio e internet, cidades, países, companhias aéreas, rede hoteleira, turismo, aumentando as possibilidades de geração de empregos ao redor do mundo.
O produto Futebol, inserido no segmento do entretenimento, tem um enorme potencial a ser explorado em todo o mundo, para este projeto ser implementando será necessário um grande entendimento mundial, com vários conflitos de interesse a serem administrados. Caso as pessoas entendam os grandes benefícios destas propostas, os grandes ganhadores serão o espetáculo e os espectadores que terão vários produtos de consumo ( tangíveis e intangíveis ), gerando receitas, aumentando a renda mundial e melhorando o estado de espírito e bem estar de todos os amantes do futebol.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os desafios dos Programas de Sócio Torcedor no Brasil

Durante a semana foi divulgado queda no programa sócio torcedor do Flamengo. De acordo com o blog do Rodrigo Mattos a  falta de jogos com torcida da Libertadores e o esvaziamento do Carioca são os principais pontos de abandono. O departamento de marketing identificou outros problemas: falta de um estádio, política de preços de ingressos para jogos jogos de menor apelo, o sistema de atendimento do torcedor e as vantagens oferecidas ao membro que se associa, além de reclamações com política de diretoria.
Desde o ano passado estamos notando uma estagnação deste tipo de programa na grande maioria dos times brasileiros. Participei de um projeto visando melhorias para um dos maiores programas do gênero em um time da cidade de São Paulo, onde fizemos grupos focais e pesquisas on line, mas muitas das sugestões não foram implementadas.
O que pude perceber na opinião dos torcedores que responderam a pesquisa foram sugestões de melhorias de atendimento, mais serviços, produtos e experiências, além…

Pizzaria Paulista

A rede Pizzaria Paulista, criada em 1902, vem a público divulgar o balanço das suas 16 franquias espalhadas no estado de São Paulo no período de 17 de janeiro a 11 de março de 2018.
Em 2018 tivemos as 3 tradicionais franquias da capital, juntamente com uma das mais famosas unidades, que fica no litoral. Além dessas 4 tradicionais franquias,  constam no balanço unidades de cidades com bom nível de renda per capta e com populações elevadas, sendo duas unidades na Grande São Paulo, mais duas unidades na cidade de Campinas, além de uma unidade em Ribeirão Preto, Araraquara, Sorocaba entre outras ricas cidades do interior paulista.
Em 2018, mesmo com a rede presente nas principais regiões do estado, tivemos uma redução de 9% na presença de clientes. Foram 70 mil pessoas a menos do que no ano passado, primeiro ano após a redução no número de franquias.
Além dessa redução, perdemos R$ 700 mil reais em faturamento bruto, 2% menor do que 2017. Por outro lado o ticket médio subiu 7% , R$ 2,60 a ma…

Hoje é dia de Derby

Derby, uma palavra inglesa que acompanhada dos grandes rivais Palmeiras e Corinthians, cria vida própria. As emoções que remetem a este grande clássico do futebol mundial transcendem as quatro linhas, os 90 minutos, o estádio e, em vários casos, se transformam em lendas, epopeias, grandes batalhas. Vilões se transformam em ídolos e vice versa, menos que por efêmeros momentos. Jogos como estes são capazes, como na vida real e não por acaso, de mudar o rumo dos times nos campeonatos, inverter completamente o estado de espírito, de autoconfiança reinante em cada um dos lados. São raros os confrontos que possuem esse poder mágico de mexer com toda uma cidade, uma nação e que, por 90 minutos, se transformam na coisa mais importante da vida. Muitos podem estar perguntando qual a origem desse termo dentro do futebol. Segue abaixo uma versão resumida que encontrei na internet:
A origem vem da palavra "derby" – ou dérbi, segundo o aportuguesamento da palavra original inglesa, proposto p…