Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

O Gol mais Gol da Minha Vida

Depois de assistir aos gols do espetacular jogo de ontem entre Santos e Flamengo, um jogo que vai ficar pra a história, a emoção de quem gosta de futebol era ficar falando sobre esse jogo durante todo o dia seguinte. Jogadas espetaculares de dois gênios do futebol , que drible que o Neymar inventou ontem? Que espetáculo!!! Como é bom ver o Ronaldinho jogar como ontem, relembrando as grandes exibições do Barcelona. Fantástico!!!

Avaliando todos os comentários desse grande jogo, as repercussões e comparações que remetem aos grandes jogos dos anos 60, vem a sensação de quanto é bom assistir a grandes jogos de futebol , verdadeiras exibições de gala, que nos remetem para a essência deste emocionante jogo, a emoção do grito de gol.

Que sensações e emoções são despertadas neste ato tão primata e ao mesmo tempo tão sublime?

Sentimentos antagônicos que despertam nossas mais intensas emoções. Conquista, poder, glória, tesão, alívio, êxtase, festa, vitória, paixão, explosão, vingança, raiva, xing…

1978 – O ano que eu disse sim ao Futebol

A minha relação depaixão pelofuteboljá tinha dado sinais quando eu tinha 6 anos de idade. Esta emoção ainda era inicial, como uma brisa leve, mas que me agradava muito senti-la escutando e algumas vezes assistindo aos jogos do Palmeiras . 
Nessa época eu jogava muito futebol em todas as suas versões, time contra time, gol a gol, paredão, rebatida e futebol de botão. A gente até fazia mesa redonda após os campeonatos de botão. Uma vez jogamos o torneio de botãoLibertadores da América. O troféu era o mapa da América do Sul colado em uma banheira velha de boneca. Surreal quanto um quadro de Dalí.
Tive a sorte de ser criado em uma vila sem saída com uma pacata pracinha. Tive mais sorte ainda porque esta mesma vila era um enorme terrão até meus8 anos de idade. Para a molecada, viver em uma rua sem saída, com um terrão enorme como quintal, um conjunto de sobrados sendo construídos, era um oásis. Pintar-se de índio e subir nas árvores, andar de bicicleta, empinar pipa, jogar bolinha de gude e …

Futebol, mais que um jogo, uma explosão de emoções

Hoje é um dia muito especial, pois estou iniciando este blog para poder compartilhar com todos minhas ideias, pensamentos e propostas que imagino possam ser debatidas e implementadas dentro do produto Futebol.
Pretendo compartilhar com vocês quais foram as primeiras lembranças emotivas da minha relação com o futebol, as sensações que foram se aflorando enquanto os anos se passaram,a forma como minha paixão por este esporte se refletiu na minha vida e como essa relação que já dura mais de 30 anos cada vez fica mais forte, mas também vista de outras formas além de um simples jogo de 90 minutos.
Creio que todo garoto nascido nos países que o futebol é o esporte mais popular, assim que começa a andar, deve ter ganhado uma bola de presente do pai, tio ou avô e esta deve ser a primeira relação com a bola. Uma relação lúdica, divertida, sem muitas consequências iniciais. Provavelmente é esta a primeira relação com futebol em um conceito mais amplo. Nesta fase da vida ainda não sabemos exatamen…